Segunda, 26 Março 2018 17:31

Na prorrogação, Mad Lions vence!

 

No agitado domingo de jogos na Vila Olímpica de Mesquita, Mad Lions e Santa Cruz Black Panthers abriram a rodada da Liga B, em um jogo sem qualquer sinal de sonolência típica de um domingo de manhã.

mad lions squad

Com muita intensidade por parte das equipes, a partida teve um primeiro quarto barulhento, originado pela veemente vibração dos sucessos defensivos e ofensivos do Santa Cruz Black Panthers. Liderados pelo experiente Cristiano Assis, a equipe da Zona Oeste venceu o primeiro quarto por 19 a 10 e assustou o Mad Lions.

No segundo quarto, o Mad Lions copiou a intensidade e vibração defensiva do Santa Cruz e reagiu, vencendo por 17 a 9, reduzindo a diferença para apenas 1 ponto ao fim do primeiro tempo. O placar do quarto terminou 28 a 27.

O Capitão do Mad Lions, Bruno Lucas, foi o destaque do terceiro quarto com 7 pts em 7 minutos jogados. Apesar do baixo aproveitamento nas bolas de 3 pontos, nesse quarto, Bruno foi muito bem nos arremessos de média distância e seus companheiros de garrafão Elielson(13 rebs) e Carlos Guilherme(10 rebs) neutralizaram as ações do Cristiano e do veloz armador do Santa Cruz, Luiz Fernando. O quarto terminou 15 a 7 para o Mad Lions, que a essa altura liderava o placar por 7 pontos.

Na parte final do jogo, o bom e veloz controle de bola de Luiz Fernando conseguiu superar a fechada defesa do Mad Lions, algo que parecia difícil. O armador converteu 7 importantes pontos para equipe, a mesma quantidade de pontos do garoto Drault, que surgiu como uma impressionante atuação no que foi a parte mais importante do jogo para os Panteras da Zona Oeste. Drault, apesar dos 19 anos, foi decisivo para a reação final da equipe, sendo muito corajoso na busca pela cesta nos minutos finais da partida. Com os 14 pontos combinados de Luiz e Drault, o Santa Cruz venceu o quarto por 15 a 8 e empatou o jogo em 50 a 50 no fim, levando a partida para o período extra.

No overtime, a emoção e vibração que foi exaltada nos 40 minutos anteriores, simplesmente se esvaiu. O Mad Lions liderou e abriu vantagem desde o início, dessa vez com o ala Guilherme Amaral, autor de 7 pontos na prorrogação e 14 no total, sendo o cestinha da partida ao lado de Luiz Fernando. No final, os Leões venceram por 64 a 55 e garantiram a primeira vitória da equipe no grupo B da Liga B.

Published in Liga B
Quinta, 21 Dezembro 2017 14:03

Jequiá é Bi Campeão no +40

Sabe aquele timaço que você respeita? Repleto de amigos que brilharam em um passado recente nas quadras do Brasil e do Mundo? Então, esse é o time da categoria +40 do Jequiá Iate Clube, Bi Campeão Estadual Máster da Liga Super Basketball.

jequiá 40

A equipe que começou sua campanha na competição com duas derrotas, conseguiu se reabilitar e seguiu rumo ao título com boas atuações coletivas e individuais. Jogadores como, Douglas Motta(25p, 5r e 4a), que foi fundamental no jogo 1 da final, vencido por 95 a 66, contra o Arquirrival SC Mackenzie, foram fundamentais para a conquista do título. Douglas teve números tão expressivos, que foi eleito o melhor jogador da competição.  Além do experiente ala, o pivô Márcio Paulo, também foi um dos principais colaboradores para a campanha que levou ao título. Com médias de 20,4 ppj e 15,6 rpj o pivô dominou o garrafão e seus adversários ao longo da competição. Contudo, no jogo 2 da final, vencido por 110 a 91, o cara que dominou o garrafão foi o irmão do Márcio Paulo, o pivô Marcelão, que fez um duplo-duplo na final, com 15p e 16r. Márcio e Marcelão foram eleitos os melhores pivôs da categoria máster +35.

Com o título, a equipe da Ilha do Governador, chegou ao Bi campeonato da categoria e já provou faz tempo, que é uma das forças do Basquete Máster do Rio de Janeiro.

O elenco campeão foi formado por Zé Azevedo, Roberto, Marcelão, Márcio, Carlos Henrique, Serjão, Celso Gerbassi, Douglas Motta, Adriano Mandriola, Daniel Riente, Jorlani e Emerson Manso.

Parabéns ao Jequiá Iate Clube por mais um título na Liga Super Basketball.

Published in Master

No sábado (21), a Liga Super Basketball começa o seu curso de árbitros, oficiais de mesa e de estatísticos.

Até o momento, são cerca de 80 inscritos, podendo chegar a um valor maior do que esse. O curso é fundamental para que o crescimento da liga continue sendo cada vez maior e consistente.

Um dos fundadores da Liga, Guilherme Simões, falou sobre o objetivo do curso.

“Nosso objetivo é formar oficiais de arbitragem e estatísticos, para atuarem nas competições da LSB e consequentemente aumentar o número de integrantes do Departamento de arbitragem da LSB.

O curso está sendo realizado pela LSB. A SEMCELT de Mesquita está apoiando com a cessão do espaço do Centro Cultural Mister Watkins, um pequeno e aconchegante teatro e a Vila Olímpica da cidade.

A WA Sport, empresa de material esportivo, parceira oficial da LSB seguirá apoiando o Departamento de Arbitragem da LSB e cedendo novas camisas de árbitros no dia da abertura do curso. As novas camisas já serão utilizadas nos Playoffs dessa temporada!

Todoa os instrutores do curso são árbitros com grande experiência no basquete e bastante experiência no cenário da LSB.

A árbitra nacional Sandra Vitória, será a responsável pelas aulas práticas. O árbitro nacional Carlos Heli, será o responsável pelas aulas teóricas e o árbitro Marcello Cruz, o responsável pela formação dos oficiais de mesa.

Na formação dos estatísticos, os gestores da LSB e Estatísticos da Liga Nacional de Basquete serão os responsáveis pelas aulas. Todos os instrutores são profissionais de educação física”.

O curso terá aproximadamente a duração de 1 mês e meio, sendo 8 horas por dia de estudos das regras do basquete.

Terá avaliações práticas e teóricas, visando o aperfeiçoamento dos profissionais.

No curso os árbitros já serão treinados para mecânica de 3 Árbitros. Que será utilizada na Copa Baixada e na temporada 2018 da LSB.

Vale ressaltar, que a mecânica de 3 árbitros será usada em todas as categorias. Algo inovador no estado do Rio de janeiro.

Esse é um grande passo, entre vários desse ano, que a LSB faz buscando melhorar a qualidade do jogo para as equipes do basquete amador do Rio de Janeiro.

Published in Informações Gerais

Neste domingo dia 15 de outubro de 2017, véspera do dia do comércio, foi dia de basquete no Ginásio Zenny de Azevedo, no complexo esportivo Miécimo da Silva.

A primeira partida do dia com certeza já havia agradado nosso eterno algodão, a medida que o Anchieta Fears, precisou lutar até o último segundo para conseguir uma virada brilhante contra o não menos brilhante Basket Maré, conseguindo assim a classificação para próxima fase dos playoffs da LIGA B.

Sob essa atmosfera foram a quadra Vasco da Gama e Jequiá, em jogo válido pela fase de classificação da temporada regular da categoria Master +35.

As duas equipes entraram em quadra precisando da vitória. o Vasco da Gama ainda fora da zona de classificação para os playoffs, dependia da vitória para dar uma passo importante em direção a esta. Enquanto o Jequiá já classificado, precisava da vitória na corrida atrás do líder Mackenzie.

jequia x vasco

O Jogo:

 

1º Período

Diante da necessidade de ambas as equipes, o jogo não poderia começar diferente. As duas equipes apresentaram bastante tensão e nervosismo nas primeiras posses de bola.

O Jequiá e encontrou primeiro na partida, conseguindo abrir 7 x 3 no marcador antes do técnico do vasco parar o jogo na intenção de conter os ânimos do adversário.

A estratégia surtiu efeito a medida que o Vasco da Gama cresceu de produção e conseguiu usar melhor seus homens de garrafão para encostar no placar, que terminou 13 x 10 para o time da Ilha do Governador.

 

2º Período

Mesmo após beber aquela água o Vasco da Gama dava sinais de cansaço em quadra, ao que o Jequiá não deu perdão, abrindo rapidamente uma diferença de 9 pontos na partida.

Antes que o técnico do Vasco tivesse a oportunidade de parar a partida, como já havia feito no quarto inicial, os próprios jogadores se reestruturaram em quadra, contiveram os contrataques adversário e estancaram o sangramento, mantendo a diferença no marcador.

Aos poucos Marcelão, sem sombra de dúvidas o principal nome do Jequiá passou a fazer a diferença, em uma sequência que começou com uma cesta e falta e terminou em um “no look pass”,  voltou a abrir a vantagem que terminou em 34 x 15 antes do intervalo.

 

3º Período

Logo na volta do intervalo o Vasco da Gama conseguiu imprimir uma boa sequência abrindo 6x3 no marcador do período, dando mostras de que poderia sim, cortar a vantagem aberta pelo adversário.

Ledo engano, O Jequiá não demorou muito para se estruturar e voltar a tomar as rédeas do jogo e abrindo o marcador do período e ampliando ainda mais, a ótima vantagem estabelecida no primeiro tempo de jogo. 56 x 28.

 

4º Período

Com a vitória estabelecida não coube muito mais além de administrar o jogo e garantir uma vitória que iguala o número de vitória dos líderes e deixa um ótimo recado, não apenas em relação a classificação, mas também deixa claro que o Jequiá é um forte candidato ao título desta categoria.

 

Destaques:

Marcelão (Jequiá): 8pts, 14reb, 2ass, 2rou e 2toc;

Carlos Henrique (Jequiá): 9pts, 5reb e 5ass;

Emerson (Jequiá): 2pts, 10reb, 4ass;

Igor Gomes (Vasco): 12pts, 24reb e 1ass.

Published in Master

No dia 29 de agosto, apresentamos o staff técnico que irá comandar a seleção da Liga Super Basketball que representará o Rio de Janeiro na Liga Sudeste de Basquete Amador. O evento acontece no dia 12 de outubro em Pedro Leopoldo, Minas Gerais.

A seleção da LSB enfrentará as seleções da Copa Paulista, da Copa Espírito Santo e a da LDBA de MG. O formato da competição será um quadrangular. O retorno da delegação acontecerá no dia 15 de outubro.

Com o staff técnico definido, foi a vez de ser revelado os jogadores que vão representar a liga. Veja abaixo os selecionados e suas características:

GUARDS

FORWARDS

CENTERS

Daniel Batista (Municipal)

Tiago Binato (Kobras)

Rubens Martinelli (FGS)

Augusto Pablo (Bad Angels)

Vini Franciscone (Kobras)

Marcelão (Kobras)

Rogger Vianna (Municipal)

Somália (Municipal)

Rafael Pougy (FBMRJ)

Victor Leal (FGS)

Herbert Luis (UVA)

João Marchon (LDJ)

Leonardo Medeiros (UVA)

Gustavo Schuenck (UNB)

Higor Lima (Niterói B.C)

CARACTERÍSTICAS

Daniel Batista (Club Municipal): O shooting guard da equipe tijucana, se destaca pela sua movimentação ofensiva e como espaça bem a quadra. Faz muito bem o papel de shootmaker para si e seus companheiros. Tem bom passe, ótimo arremesso do mid-range e do perímetro.

Augusto Pablo (Bad Angels): Armador talentoso, com um ótimo ball handling e podendo fazer crossovers que abre qualquer defesa. Tem bom passe, uma boa visão de jogo, um arremesso consistente de média distância e na defesa vai ser útil nos roubos de bola.

O Augusto falou qual é a sensação de ser chamado para a seleção:

“Sensação de estar no caminho certo. Pois nós nos doamos tanto, deixamos tanto suor e esforço em quadra, que quando recebemos um convite tão bacana e tão importante que é integrar a seleção da LSB, nós sentimos que estamos trilhando o caminho certo, que estamos fazendo a coisa certa”.

Rogger Vianna (Club Municipal): Armador com boa leitura de jogo e playmaker. Consegue fazer com os seus companheiros pontuem bem e consegue fazer bons layups. Defensivamente, é um jogador aplicado e que faz boa marcação no perímetro.

Victor Leal (Faculdade Gama e Souza): Armador que entrega um bom jogo físico e usa o seu atleticismo para achar brechas defensivas. Além de ser um playmaker, ele pode assumir bem o papel de scorer da equipe. Jogador que finaliza bem de média distância e nos layups, principalmente quando busca o lado direto. Defensivamente, ele consegue marcar jogadores leves e ágeis no perímetro. Atua muito bem no 1-1.

Tiago Binato (Kobras Basketball): Ala com um Qi de basquete alto e aplicado taticamente. Vai ser útil pontuando e conseguindo proteger bem o garrafão. Ala com um bom footwork, bom passe e ajuda bastante no espaçamento da quadra.

Tiago de ser chamado mais uma vez para a seleção e sobre o staff técnico:

“É muito gratificante. É a terceira edição da Liga Sudeste e é a terceira vez que sou convocado. É uma honra. Estou muito confiante esse ano, principalmente com o Gabriel e Renan como staff técnico, disse Binato. É sempre bom estar com pessoas que a gente confia e eu confio nos dois, completou”.

Entrevista 4 Entrevista 6

Vini Franciscone (Kobras Basketball): Jogador com múltiplas ferramentas ofensivas que podem ser uteis para a seleção. Consegue ajudar na armação se necessário e fazer bons cortes para finalizar com ótimos layups. Jogador aplicado taticamente e que defensivamente pode marcar atletas no perímetro e compactar bem defensivamente.

Somália (Club Municipal): Um power forward com bom footwork e que deve acrescentar muito defensivamente. Jogador que consegue compactar bem a defesa e fazer box outs importantes. No ataque, finaliza bem de curta distância e faz bons bloqueios para os seus companheiros.

Herbert Luis (UVA Tijuca): O forward que mais evoluiu nessa reta final da LSB e que usa bem o footwork e o seu ball handling para finalizar as jogadas. Na defesa, pode ajudar a marcar alas mais leves do que ele.

 Herbert falou sobre a sensação de ser chamado para a seleção e o que espera da equipe nesse torneio:

“Fiquei feliz demais em ser lembrado, o que a LSB tem feito pelo basquete amador é uma coisa fora de série. Ano passado não pude ir, mas fiquei sabendo que os jogos são em um nível técnico altíssimo, estou ansioso e encarando isso como um desafio. Acho que temos grande chance de levar esse quadrangular”.

Leonardo Medeiros (UVA Tijuca): Um small forward que é conhecido pela a sua qualidade de ser um shooter de alto nível e um playmaker quando necessário. Um ótimo arremessador do perímetro e consistente do mid-range. Tem bom passe, faz boa movimentação ofensiva e pode ajudar na marcação do perímetro defensivamente.

Leonardo contou como é a sensação de ir para a seleção e o que espera dessa equipe:

“Sensação muito legal! Saber que queiram contar comigo numa competição que será de alto nível. Esse reconhecimento do que vem sendo feito, é muito legal. Eu acredito que possa ser melhor que ano passado. Vamos para brigar pelo título”.

Gustavo Schuenck (União Basketball): Um ala que entrega grande intensidade dentro da partida, fazendo boas infiltrações e finalizando bem nos layups. Jogador com um bom QI de basquete e que faz uma ótima rotação ofensiva. Consegue espaçar bem a quadra e finaliza bem de média distância. Na defesa, consegue ajudar compactar bem defensivamente e consegue fazer uma boa marcação 1-1.

Higor Lima (Niterói Basquete Clube): Jogador aplicado taticamente e que tem um bom body language para se desvencilhar do seu marcador. Pontua bem na média distância, espaça bem a quadra e possui um bom ball handling. Na defesa, pode ajudar a marcar jogadores mais leves e do perímetro.

Rubens Martinelli (Faculdade Gama e Souza): Pivô que faz um bom box out nos dois lados da quadra e finaliza bem no low post. Deve ajudar no aumento da altura do garrafão da equipe e na disputa pelos rebotes.

Marcelão (Kobras Basketball): É o pivô que mais tem ferramenta ofensiva. Além de finalizar bem no low post e high post, ele pode subir até o perímetro e pontuar como um shooting guard. É um reboteiro nato e que tem médias de 13 rebotes. Vai ajudar a fechar cada vez o garrafão.

Rafael Pougy (FBMRJ): É provavelmente o melhor jogador da LSB nesse ano. Atleta completo ofensivamente. Por ter um ótimo footwork, body language, body control e um bom ball handling, ele deve ser uma dar ótimas alternativas no ataque. Tem um alto QI de basquete, possui um arremesso consistente, boa visão de jogo e consegue dar bons passes.

João Marchon (Liga da Justiça): Jogador forte fisicamente, que consegue trabalhar bem no low post e ser muito útil no pick and roll. Finaliza bem nos layups e faz uma boa movimentação ofensiva. Na defesa, vai ajudar a marcar atletas mais móveis e fazer bons box outs.

Published in Estadual
Quarta, 02 Agosto 2017 07:10

Massacre Alvinegro

Neste domingo dia 30 de julho em General Severiano o Botafogo recebeu o ABVRJ em partida válida pela fase de classificação do campeonato master + 45. O Botafogo vinha liderando o campeonato de maneira invicta e recebeu um adversário que contava com apenas uma vitória na competição.

 fogo master45

O Jogo:

A bola subiu e não demorou muito para que se pudesse perceber que não seria hoje que o Fogão iria perder a invencibilidade.

O primeiro período terminou 32 x 7 para dos donos da casa, e a reação natural de qualquer um é tecer críticas ao adversário. No entanto, diante de uma campanha tão forte da equipe do Botafogo é de suma importância reconhecer o trabalho daqueles que enfrentam e bem uma equipe tão forte.

Dito isso o esforço de jogadores como André Barbosa, que foi o jogador com maior tempo de quadra entre as equipes e saiu com 13pts, 4reb e 2ass. Ou ainda de Gilberto, o jogador mais eficiente do ABVRJ que terminou a partida com 12 pontos de eficiência, merecem destaque.

Mais destaque ainda merece a campanha do Botafogo. A equipe alvinegra proporciona um espetáculo a cada jogo.

No último domingo, excedeu as expectativas com atuações brilhantes de Alberto, Andrew e José Alves o time alvinegro estabeleceu o recorde de pontos na temporada e deu um alerta claro a todos que disputam a competição. Se alguém dificuldade de entender eu traduzo: "Lutem pelo segundo lugar porque o primeiro já tem dono”.

Fim do jogo 133 x 55

Ao ABVRJ cabe esquecer este duelo ignorar a surra e buscar a recuperação contra o próximo adversário. Por que é evidente que esse placar não traduz a qualidade de sua equipe.

Destaques:

Alberto Leite (Botafogo): 31pts, 13reb, 12ass e 3rou;

Andrew (Botafogo): 38pts, 5reb, 6ass e 1rou;

José Alves (Botafogo): 26pts, 2reb, 6ass e 1 rou.

Published in Master

Neste domingo dia 30 de julho o ginásio da Universo São Gonçalo foi o palco para uma importante partida do grupo D da Liga B. Tanto Macaé Epic quanto Cascadura Ducks entraram em quadra com chances matemáticas de terminarem na liderança do grupo.

 macae epic squad

O Jogo:

1º Período:

A partida começou muito corrida com ambas as equipes queimando rapidamente os arremessos e amassando o aro em decorrência disso.

No entanto bastou o Gabriel Lontra abrir o marcador com o um tiro de 3 pontos pra colocar o Macaé nos eixos e comandar uma corrida de 7 x 0.

O técnico do Cascadura, Matheus Oliveira até que esperou o time se arrumar em quadra, mas quando viu o adversário abrir 11 x 2 parou o jogo para estancar o sangramento.

A bronca não surtiu efeito faltavam 4 minutos pro fim quando finalmente o Cascadura encontrou o caminho da cesta.

Com isso foi a vez do Macaé voltar a se desentender com o aro, permitindo que os Ducks reagissem e em uma cesta de Daniel Zeitune à 15 seg do fim, cortasse a vantagem para apenas 2 pontos.

2º Período:

Vantagem disseminada, ambas as equipes receberam instruções o que se esperava para o segundo quarto era o que as equipes tinham de melhor correto?

Contudo o que se viu beirou o show de horrores, as equipes potencializaram o que de pior tinham feito e conseguiram a proeza de fechar o quarto com o placar parcial de 6 x 4 para os Epics, 21 x 17 no agregado.

3º Período:

Na volta do intervalo vimos uma reprise do primeiro quarto com o Macaé abrindo na frente o Cascadura correndo atrás do prejuízo e baixando a diferença no final.

Contudo o placar agregado somava 35 x 29 para os Épics exigindo uma mudança de postura da equipes de Cascadura na etapa final.

4º Período:

Quem esperava uma grande atuação dos Ducks se surpreendeu com o magnifico último período do Macaé Epics.

Comandados por Marcus Philippe o time praiano atropelou o adversário e confirmou uma vitória importante o consolidou na briga pela liderança. Final 63 x 43.

Destaques:

Marcus Philippe (Macaé Epics): 22pts, 8reb, 4ass, 1rou e 3toc;

Lucas de Oliveira (Macaé Epics) 8pts, 17reb, 5ass, 1rou e 2toc;

Gabriel Lontra (Macaé Epics): 13pts, 3reb, 1ass, 1rou e 1toc;

Guilherme Horta (Cascadura): 27pts, 10reb, 2ass, 2rou, 2toc.

Published in Liga B
Quarta, 02 Agosto 2017 06:51

Santo Elias conquista boa vitória

Na partida válida pelo Campeonato Estadual Amador disputado no Iguaçu Basquete Clube, AVBN/Niterói enfrentou o Santo Elias. Veja como foi a partida.

IMG 7473

RESUMO DO JOGO

O Santo Elias começou da melhor forma possível a partida. A equipe conseguiu imprimir um ritmo de jogo muito forte, que pareceu pegar desprevenido o time do AVBN.

A defesa individual, os roubos de bola e a transição rápida da equipe do Santo Elias, fizeram com que a equipe abrisse uma boa vantagem no marcador e mostrasse ao bom time do AVBN que a partida não seria fácil.

Mesmo começando mal, aos poucos o time de Niterói foi se encaixando na partida. Principalmente com a ajuda dos bons arremessos do Capilé (24 pontos, 6 rebotes e 4 assistências) que levou o time para o intervalo, com uma desvantagem de apenas um ponto no marcador.

Na volta do intervalo, o Santo Elias voltou mais focado e conseguiu mais uma vez encaixar a sua defesa. Vale ressaltar, que a equipe do AVBN não parecia estar em um dia bom. Os arremessos que normalmente caiam, nessa partida não aconteceu. O adversário não tem nada a ver com isso e aproveitava muito bem a oportunidades.

Foi assim que o Tiago Paulino (23 pontos e 4 assistências), Ian Sanches (21 pontos, 6 rebotes e 2 assistências) e Silvio Adriano (13 pontos e 13 rebotes), conseguiram fazer o Santo Elias crescer na partida e sair de Nova Iguaçu com uma ótima vitória por 79-69.

Published in Estadual

A seleção da Divisão 3, do Campeonato Universitário Americano, realiza neste sábado, dia 22, dois amistosos na Vila Olimpica de Mesquita contra equipes que jogam a Liga Super Basketball. São elas: Impacto Basket (Feminino) e o Anchieta Fears (Estadual Adulto).

usa team

O evento acontece a partir das 10 horas da manhã e tem apoio total do secretário de esportes de Mesquita, Kléber Rodrigues e da Prefeitura de Mesquita.

A seleção americana vem ao Brasil para uma série de amistosos e essa é uma grande oportunidade de ver o estilo de jogo mundialmente conhecido de perto.

Compareça!

Published in Informações Gerais
Sexta, 21 Julho 2017 03:00

Jequiá mira a liderança na Liga B

O time da Ilha do Governador entra em quadra neste domingo (23/07) em casa, para enfrentar o time do SlamDunk.

jequiá mirando

Published in Liga B
Página 1 de 2
Top