Eric Miranda

Eric Miranda

3riosbasket

Neste final de semana, o 3 Rios Basketball vai representar a Liga Super Basketball na Copa Brasil de basquete amador. A competição que vai ocorrer em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, conta também com outros times da região Sudeste: Saldanha da Gama (ES), Thug Life (MG) e Atletic Club (MG). A estreia será na sexta-feira (25), contra o Thug Life, às 22h. Com tempo real no site da Liga Super Basketball.

O modelo do torneio é em turno único de três rodadas, sendo campeão aquele que tiver o melhor aproveitamento. O vice-campeão do Estadual Amador promete levar um conjunto forte pra disputar mais um título na temporada. A equipe vai com a base que jogou o Estadual Amador, apenas com o reforço do Vinícius Franciscone, que jogou pelo Kobras Basketball. “Estamos fazendo de tudo para ir com o melhor time possível, teremos alguns jogadores que infelizmente não poderão estar presentes”, disse o armador Guilherme Ferreira. 

Depois de surpreender com a campanha passada no Estadual Amador, a proposta pra essa temporada é ainda maior. Mantendo a mesma intensidade ofensiva, característica do time, 3 Rios espera levar mais longe o nome da cidade agora na Copa Brasil. “Como armador do time, meu foco é manter esse nível de intensidade, buscar o título inédito e levar o nome de Três Rios ao nível nacional”, concluiu o armador. 

Jogadores de 3 Rios que vão disputar a Copa Brasil:

- Renan Barreto

- Guilherme Ferreira

- Matheus Aguiar

- Robson de Souza

- Philippe Cruz

- Wagner Da Costa

- Caio Pereira

- João Victor Dos Santos

- Rômulo Ferreira

- Frederico Carvalho

- Pedro Henrique Caetano

- Vinicius Franciscone

oasis 3rios2

No último domingo (02/12), na Arena de Deodoro, o Oásis Clube venceu o 3 Rios no segundo jogo da final do Estadual Amador por 100 x 56. Por ter perdido o primeiro jogo da série, a equipe da Barra precisava vencer para forçar o terceiro e decisivo jogo. Pelo lado do 3 Rios, a vitória no primeiro confronto deu a chance de ser campeão já nesse último domingo, mas que não se confirmou.

A larga vantagem no placar que deu a vitória para o Oásis Clube foi construída desde o início do jogo. Sempre à frente, o time da Barra não deu chances para o 3 Rios, que teve um aproveitamento ruim nos arremessos de quadra, apenas 35%. Além dos lances livres, que também tiveram um aproveitamento baixo, com 32%. O armador Guilherme Ferreira, destaque do 3 Rios na temporada, anotou apenas 5 pontos em 24 minutos jogados. E o destaque do primeiro jogo da final, Farlley Felipe, também não repetiu a atuação passada, com apenas 1 ponto.

Pelo lado do Oásis, o jogo foi completamente diferente da atuação na primeira partida. Com a defesa sendo o diferencial para a larga vantagem no final do jogo, a equipe limitou o ataque de 3 Rios em apenas 56 pontos. No segundo período de partida, o 3 Rios anotou somente 6 pontos, ao ter dificuldades para driblar a defesa por zona montada pelo Oásis. No ataque, a equipe da Barra contou com a mão calibrada de Diego Santana com 29 pontos, além de 10 rebotes. Outro que estava com um bom aproveitamento foi o ala/armador Victinho. Líder da temporada em média de pontos, ele contribuiu com 26 pontos. O terceiro confronto da final será no próximo domingo (09/12), às 11h.

A partida teve transmissão ao vivo no facebook da Liga Super Basketball. Confira o VT da transmissão:

   

oasis 3rios1

Nesse domingo (2), às 11h, na Arena de Deodoro, acontecerá o segundo jogo da final do Estadual Amador entre 3 Rios e Oásis Clube. O 3 Rios Basketball levou a melhor no primeiro jogo por 87x78 e abriu 1-0 na série melhor de três. O time comandado pelo técnico Pipe apresentou um excelente aproveitamento de quadra, principalmente nas bolas de três pontos (43%). Destaque do time no primeiro confronto foi o Farlley Felipe com 25 pontos, além de 5 bolas de três pontos (50%). Logo atrás veio o destaque do 3 Rios na temporada, o armador Guilherme Ferreira, com 18 pontos.

Já o Oásis Clube não conseguiu repetir o desempenho que o levou a ter 11 vitórias seguidas na competição. O time da Barra não começou bem o último jogo e acabou sendo surpreendido pelo adversário. Mohamed Comitini, jogador do Oásis, questionado sobre em que aspecto o time da Barra pecou para sair derrotado, explicou: “O nosso aquecimento foi bem fraco, algumas pessoas chegaram atrasadas e na minha concepção, pode não ser a do time, foi isso ai. A nossa concentração no início do jogo”.  Destaque do Oásis no último jogo foi o pivô Diego, com 31 pontos, e o armador Victor, com 20 pontos. Serão peças fundamentais para um resultado positivo do Oásis no segundo jogo da final.

O 3 Rios terá a chance, no confronto de domingo, de fechar a série e levar o troféu para a sua cidade. Para o Oásis a vitória é crucial para forçar um terceiro e decisivo jogo. A partida terá transmissão exclusiva pelo facebook da Liga Super Basketball, às 11h. Confira alguns lances do primeiro confronto da final:

3rios oasis1

Na última terça-feira, o 3 Rios venceu a primeira partida da final do Estadual Amador contra o Oásis Clube. O jogo realizado no ginásio do Sport Club Mackenzie foi marcado por bastante intensidade das duas equipes. A equipe de 3 Rios começou melhor a partida, com uma defesa agressiva e um bom aproveitamento nas bolas de três pontos. No segundo quarto o Oásis chegou a reduzir a diferença para 6 pontos apenas, aproveitando-se de pontos em transição rápida para o ataque. Contudo, o 3 Rios manteve a organização que deu a vantagem no início do jogo e venceu o confronto por 87-78. Destaque do jogo para Farlley Felipe, de 3 Rios, com 25 pontos. Próximo jogo da final é no dia 02/12, às 11h, na Arena de Deodoro. A partida terá transmissão ao vivo pela página da liga no facebook.

Confira alguns lances do primeiro jogo da final do Estadual Amador.

 

 

mack avbn1

Na última terça-feira no Sport Club Mackenzie, o Mackenzie superou a equipe do AVBN Niterói e largou na frente na semifinal do Máster 35. Apesar do jogo equilibrado, a equipe do Méier conseguiu ditar o ritmo em toda a partida, ao se manter sempre à frente do placar. Perto do fim, o AVBN Niterói reduziu a vantagem contruída pelo adversário com duas bolas de três pontos seguidas, mas que não foram suficientes para evitar a derrota. Destaque do jogo para Anderson Luis, do Mackenzie, com 15 pontos e 8 rebotes. Confira alguns lances da partida no vídeo abaixo.

 

ericlsb1

No último domingo (21), o Grajau Tenis Clube foi palco do primeiro jogo de uma das semifinais do Estadual Amador. A equipe do Vila da Penha manteve à frente do placar em grande parte do jogo. Mas viu o 3 Rios, liderado pelo armador Guilherme Ferreira, vencer com uma bola de três pontos no último lance da partida.

O Vila da Penha iniciou melhor a partida, ao manter suas características dentro de quadra, principalmente com as infiltrações dos seus armadores. O pivô do Vila da Penha Erick Rodrigues foi o destaque do primeiro tempo. Dominante na defesa e com a vibração que já faz parte do seu jogo, conseguiu desestabilizar o pivô do 3 Rios Felipe Evangelista, que acabou expulso de quadra ainda no terceiro quarto.

Aos poucos o 3 Rios recuperava o prejuízo do começo do jogo, ao ajustar a defesa e forçar ataques precipitados do Vila da Penha, que não jogava o basquete do início do jogo. Com a mão calibrada dos jogadores Iago Fortini e Guilherme Ferreira, o 3 Rios conseguiu ter a última posse do jogo, embora ainda estivesse perdendo por dois pontos. Foi então que o armador Guilherme Ferreira selou a sua atuação e a vitória para o 3 Rios, com uma bola de três no estouro do relógio. Após o jogo, ele comentou sobre o lance decisivo: “Essa bola é muito momento. Ninguém treina para fazer essa bola. Isso é consequência de um bom jogo, bom posicionamento, bom passe do nosso companheiro. Eu só tenho que agradecer ao meu time por ter me dado a oportunidade de ter feito essa bola e dado a vitória pra gente.”

Alguns lances da partida e a entrevista completa estão no vídeo abaixo.

{youtube}Jd_Vd4-ra7E{/youtube}

 

vilaxkobras1

O Vila da Penha largou na frente na série de quartas de final do Estadual Amador, neste domingo, ao vencer o Kobras Basketball no Ginásio do Oásis Clube. A partida foi disputada com muita intensidade e provocações dos dois lados da quadra. O Kobras veio de uma série disputada contra o Municipal, vencida apenas no terceiro jogo. Já o Vila da Penha, por ter se classificado em primeiro, estreou no playoffs dessa edição na vitória do último domingo.

O Kobras iniciou melhor o jogo, com boa organização das jogadas no ataque e sem dar muito espaço para o jogo do Vila da Penha, principalmente no garrafão, o que fez com que o pivô do Vila da Penha Erick acumulasse duas faltas ainda no começo do jogo. Com pouco mais de quatro minutos para o fim, o ataque do Kobras não manteve o mesmo ritmo do começo, o que ajudou o Vila da Penha a recuperar o placar e abrir oito pontos no intervalo. Vibrante, o armador do Vila da Penha Jefferson Barbosa liderou a equipe no quarto com sete pontos e foi o cestinha da partida com 21 pontos.

Na volta do intervalo, o Kobras conseguiu impor o ritmo forte do inicio da partida e recuperou o prejuízo no placar. Com destaque para o ala Douglas Lorite, a equipe de Cabo Frio reduziu para apenas um ponto com pouco mais de quatro minutos no relógio, mas não conseguiu passar à frente. No estouro do relógio, o armador Jefferson, do Vila da Penha, acertou uma cesta de três e abriu novamente uma vantagem no placar de cinco pontos. No último quarto, o Vila da Penha continuou melhor no jogo, com bastante intensidade e boas escolhas em quadra, o que confirmou a vitória e a vantagem de 1-0 na série.

Confira os melhores momentos da partida:

oasisxmaxx1

O Oásis venceu a equipe do Maxx neste Domingo, no Oásis Clube. A equipe da Barra já estava classificada para a fase de quartas de final do Estadual Amador por ter se classificado em primeiro. Já o Maxx derrotou o Mackenzie na série que foi decidida em três jogos, mas largou atrás na série contra o Oásis. Esse encontro marcou o início da série de três jogos entre os dois times, valendo uma vaga nas semifinais do Estadual.

O equilíbrio predominou no primeiro tempo da partida. Com a experiência de seus jogadores, o Oásis manteve a liderança do placar, ao apostar na velocidade para pontuar com contra-ataques. Com problemas de falta ainda no primeiro período, o pivô Ravi do Maxx teve que ir para o banco, o que prejudicou o jogo ofensivo da equipe. Sua ausência facilitou o jogo dos pivôs do Oásis no garrafão, com destaque para Coloneze, dominante defensivamente, e Diego, que terminou a partida com um duplo-duplo 16 pontos e 10 rebotes. O Maxx correu atrás do placar ainda antes do intervalo e conseguiu terminar à frente: 28-29.

No terceiro quarto, o Maxx não conseguiu empregar o mesmo ritmo forte do início do jogo. Com escolhas erradas e muitos erros no ataque, o jovem elenco do time do Méier deixou o Oásis abrir 12 pontos já no final do quarto. Em um dos pedidos de tempo do técnico Felipe, houve um desentendimento entre os jogadores do Maxx que, por não se encontrarem na partida, tentaram buscar alguma forma de recuperar o prejuízo. No último quarto, o ala do Oásis Leandro Nogueira sofreu uma lesão no tendão de Aquiles direito, após um movimento brusco quando tinha a posse de bola. Mesmo com um princípio de reação do Maxx no final do jogo, o Oásis administrou o resultado e ganhou o primeiro jogo da série melhor de três jogos.

Confira alguns lances da partida:

maxx mack

No último domingo, no Sport Club Mackenzie, a equipe do Maxx e o Mackenzie entraram em quadra pelo último confronto da série de oitavas de final do Estadual Amador. O Mackenzie venceu o primeiro confronto na prorrogação, mas deixou o Maxx empatar a série no segundo jogo. Nesse confronto decisivo, o Maxx levou a melhor e confirmou sua classificação, ao liderar o placar durante todo o jogo.

A equipe do Mackenzie entrou muito nervosa no jogo, ao trabalhar pouco a bola no ataque e não concluir com frieza os arremessos. Dessa forma, o Maxx aproveitou das espaços deixados pela defesa em zona feita pelo Mackenzie, ao ser mais consistente nos arremessos e aproveitar as perdas de posse com contra-ataques efetivos. 

Já com uma pequena vantagem no placar, o Maxx veio para o segundo quarto com uma marcação pressão, ao tentar forçar erros na transição do Mackenzie para o ataque. E surtiu efeito. Com a segunda unidade em quadra, o Mackenzie perdeu qualidade na armação das jogadas, o que influenciou no baixo poder ofensivo da equipe no quarto: apenas 12 pontos. O Maxx foi para o intervalo com uma vantagem sólida, construída principalmente no segundo quarto.

No terceiro período, o Maxx conseguiu administrar o placar, sem reduzir o ritmo forte que impôs desde o começo de jogo. Por sua vez, o Mackenzie sentiu falta do ala-armador Gutemberg, líder de eficiência do time na competição e segundo maior pontuador, não estava em um dia inspirado. Diferente dos últimos jogos da temporada e na série contra o Maxx, Gutemberg anotou apenas seis pontos na partida, o que influenciou no baixo poder ofensivo da equipe no jogo.

A vantagem no placar de 14 pontos deu tranquilidade para a jovem equipe do Maxx fechar o jogo no último quarto e conquistar a classificação para a próxima fase. Destaque para o ala-armador Guilherme, que terminou o jogo com 24 pontos. O treinador do Maxx, Felipe, comentou sobre a classificação e já projetou a próxima fase na competição: “ O fator principal foi a perseverança, característica da juventude. Acreditar até o final, acreditar na série, perder o primeiro jogo e buscar. Nós estamos muito felizes com essa vitória. Nós vamos pegar um time que na teoria é o melhor do campeonato. É uma honra jogar contra eles, mas vamos buscar o nosso espaço.” Confira alguns lances do jogo e a entrevista completa.

oasis mack

Em jogo realizado pela categoria Máster +40, Oásis e Mackzenzie entraram em quadra no último domingo, no Sport Club Mackenzie. A equipe do Oásis defendia a sua invencibilidade na competição e o Mackenzie buscava sua segunda vitória consecutiva. Os dois times já tinham se enfrentado nessa edição, com vitória do Oásis por 80–76.

O ataque de ambas as equipes foi o principal destaque do primeiro quarto. O Oásis começou melhor, ao apostar nas infiltrações dentro do garrafão adversário e nas bolas do perímetro, principalmente do armador Ricardinho, que contribuiu com 8 pontos nos primeiros dez minutos. Já o Mackenzie não teve um início positivo, chegou a estar perdendo por dez pontos, mas conseguiu equilibrar o jogo nos últimos minutos do primeiro quarto. Pela equipe da casa, destaque para o pivô Bruno Russo, que teve um bom aproveitamento perto da cesta. 

Ao superar o início ruim de jogo, a equipe do Mackenzie voltou com outro ritmo para o segundo período. Com uma defesa mais agressiva, diferente da que iniciou o jogo, o Mackenzie já tinha estourado o limite de faltas com pouco mais de três minutos ainda por jogar no segundo quarto. As duas equipes se alternaram no placar durante todo o quarto, mas pecaram em algumas bolas fáceis que poderiam originar uma vantagem maior no placar. 

A volta do intervalo foi melhor para o Mackenzie, que abriu uma vantagem de oito pontos no placar. Destaque para o armador Renatinho, que ditou o jogo do time do Méier e anotou 11 pontos só no terceiro período. Além disso, o Mackenzie conseguiu frear o ataque do Oásis, que repetiu o baixo aproveitamento do segundo quarto, com apenas 15 pontos. O único fator negativo pelo lado do Mackenzie foi a baixa do pivô Bruno Russo, que saiu de quadra com um corte no supercílio.

A equipe do Oásis não se entregou no jogo e conseguiu tirar uma desvantagem de dez pontos, igualando mais uma vez o placar. Os últimos minutos do jogo foram disputados até o final, mas o Mackenzie foi melhor na hora decisiva e quebrou a invencibilidade do Oásis Clube. Confira alguns lances da partida.

Página 1 de 2
Top