As duas equipes vêm chamando a atenção nesse começo do ano, pelos movimentos que vem fazendo no mercado do Máster.

O Baskeire Legends anunciou a chegada do Higor Cruz, Flávio Lanunce e André Perfeito vindos do Bad Angels/Vila da Penha. O time também vai contar com "Léo" Moreira (sem clube) e Danielzinho (Perphorma).

Além do Baskeire, a Faculdade Gama e Souza/Trovões também anunciou reforços. A equipe vai contar nessa temporada com os reforços do Fernando Coloneze (FBMRJ) e Everson dos Santos (Mackenzie).

Os dois times prometem chamar muita atenção nessa temporada.

Quinta, 21 Dezembro 2017 14:03

Jequiá é Bi Campeão no +40

Written by

Sabe aquele timaço que você respeita? Repleto de amigos que brilharam em um passado recente nas quadras do Brasil e do Mundo? Então, esse é o time da categoria +40 do Jequiá Iate Clube, Bi Campeão Estadual Máster da Liga Super Basketball.

jequiá 40

A equipe que começou sua campanha na competição com duas derrotas, conseguiu se reabilitar e seguiu rumo ao título com boas atuações coletivas e individuais. Jogadores como, Douglas Motta(25p, 5r e 4a), que foi fundamental no jogo 1 da final, vencido por 95 a 66, contra o Arquirrival SC Mackenzie, foram fundamentais para a conquista do título. Douglas teve números tão expressivos, que foi eleito o melhor jogador da competição.  Além do experiente ala, o pivô Márcio Paulo, também foi um dos principais colaboradores para a campanha que levou ao título. Com médias de 20,4 ppj e 15,6 rpj o pivô dominou o garrafão e seus adversários ao longo da competição. Contudo, no jogo 2 da final, vencido por 110 a 91, o cara que dominou o garrafão foi o irmão do Márcio Paulo, o pivô Marcelão, que fez um duplo-duplo na final, com 15p e 16r. Márcio e Marcelão foram eleitos os melhores pivôs da categoria máster +35.

Com o título, a equipe da Ilha do Governador, chegou ao Bi campeonato da categoria e já provou faz tempo, que é uma das forças do Basquete Máster do Rio de Janeiro.

O elenco campeão foi formado por Zé Azevedo, Roberto, Marcelão, Márcio, Carlos Henrique, Serjão, Celso Gerbassi, Douglas Motta, Adriano Mandriola, Daniel Riente, Jorlani e Emerson Manso.

Parabéns ao Jequiá Iate Clube por mais um título na Liga Super Basketball.

Segunda, 18 Dezembro 2017 13:20

Mackenzie conquista título do Máster +35

Written by

No sábado (16/12), o Mackenzie enfrentou o Perphorma pela final da categoria Máster +35 no Sport Club Mackenzie. No fim o time da casa venceu 81-68.

A partida era o segundo jogo entre as duas equipes, o time do Mackenzie já estava com uma vantagem de 1-0 e entrou em quadra para sacramentar o título dessa categoria.

Mesmo entrando com vantagem, o time da casa viu desde o início que não seria nada fácil.

O time do Perphorma conseguia explorar bem o back door do Mackenzie e jogadas de transição foi o suficiente para o time comandado pelo Paulo Roberto fechar o primeiro quarto na frente do Mackenzie.

A derrota no quarto, foi essencial para que o time da casa melhorasse o seu jogo. Os espaços defensivos que apareceram no primeiro quarto, não víamos mais nos dois quartos seguintes. Mas o principal foi a melhora expressiva do ataque do Mackenzie.

O time comandado pelo Alexandre Magalhães viu quatros dos seus jogadores titulares conseguirem ao digito duplo. Essa marca importante veio nesses dois quartos em que o Mackenzie foi amplamente superior ao Perphorma.

A equipe conseguia imprimir um ritmo forte quando usava a transição e a rotação ofensiva era intensa o suficiente para que o time do Perphorma não conseguisse acompanhar os jogadores em que estava marcando.

O time ainda conseguia pontuar bem no perímetro e em jogadas no low post. O destaque ficou para o duplo-duplo do William Arriel (12 pontos, 10 rebotes, 4 assistências e 5 roubos de bola) e os 19 pontos do Anderson de Souza.

Com essa vitória, a equipe conseguiu o título da categoria e o feito inédito na Liga Super Basketball (LSB) de ser o primeiro campeão invicto da liga.

O último dia 10 de dezembro, ficou conhecido como um domingo de finais da LSB. O palco para os quatro jogos decisivos foi o S.C. Mackenzie, que abriu os trabalhos com o jogo 2 do Master +45, onde o time da casa entrou pressionado, por ter perdido a primeira partida para o Jequiá, e precisava da vitória em casa para provocar o jogo 3 da série final.

jequia x mack

O Jogo:

 

1º Período:

A bola subiu e o time da casa parecia nervoso, melhor para o Jequiá que aproveitou pra sair na frente, e com boas jogadas de Márcio Paulo, abrir 10 x 4 no marcador.

Contudo, mesmo sem precisar parar o jogo o time da casa foi se recompondo na partida, especialmente na defesa que sofreu apenas dois na metade final do primeiro período, e ainda pode contar com uma excelente atuação de Irapuã, para virar o marcador e fechar o quarto inicial vencendo por 18 x 12.

 

2º Período:

Na volta à quadra renato se juntou a Irapuã, para ampliar a vantagem dos donos da casa que chegaram à abrir dezoito pontos de vantagem antes que Márcio pagode pudesse converter uma certa de três pontos e ir para o intervalo com 15 pontos de diferença no placar em favor da equipe do Méier, 35 x 20.

 

3º Período:

No início da segunda etapa, comandados pela dupla de Márcios o Jequiá tentou uma reação, e é bem verdade que conseguiu igualar as ações, no entanto, com oito pontos de Renato o Mackenzie não soltou a dianteira e também venceu o período por 21 x 19 levando uma boa vantagem para o quarto derradeiro (56x39).

 

4º Período:

O jogo que já estava quente ganhou um último período com defesas muito fortes que permitiram pouquíssimas oportunidades aos ataques. Melhor para o Mackenzie que teve pouco trabalho para administrar a vantagem que terminou em 14 pontos e provocou mais um jogo 3 nas FINAIS LSB 2017.

 

Destaques:

Renato (Mackenzie): 16pts, 6reb, 5ass e 1rou;

Irapuã (Mackenzie): 14pts, 9reb, 1ass e 2rou;

Luis Claudio (Mackenzie): 12pts, 4reb e 1rou;

Márcio Paulo (Jequiá): 16pts, 12reb, 3ass, 5rou e 3toc;

Émerson Vieira (Jequiá): 6pts, 13reb e 1ass.

Sexta, 10 Novembro 2017 17:20

Jequiá na Final do +45

Written by

Jequiá  vence Botafogo , e está na final do Master + 45

 

2017 11 07 PHOTO 00000009

 

A equipe do Jequiá I.C., venceu a segunda partida da semifinal em General  Severiano , em partida que inaugurou o novo  piso do ginásio do Botafogo F.R. , que será utilizado durante os jogos da NBB , e se classifica para a final , aguardando o vencedor do confronto entre Vasco da Gama e  o Mackenzie.

O primeiro período  foi marcado principalmente , em virtude da marcação forte das duas equipes e  isso contribui para o placar baixo de 13 x 11 , para a equipe do Botafogo.

 O início do segundo período, foi marcado pela alternância do placar entre as equipes do Botafogo e do Jequiá ; mas quando faltavam 4 minutos e 43 segundos, com uma  bandeja , convertida  pelo  Márcio Paulo, a equipe do Jequiá passou  na frente , permanecendo vencendo  até o final do período, terminando com o placar parcial de 30 x 29.

O terceiro período foi marcado , pela grande determinação defensiva da equipe do Botafogo, que  com uma cesta de 3 pontos do atleta Márcio Pereira, passou na frente do placar (34 X 33)  quando faltavam 8 minutos e 33 segundos, para término do período , e permaneceu vencendo até o final, terminando este período com o placar  parcial de 44 x 41, a seu favor.

Com duas cestas no início do quarto período, a equipe do Jequiá, passou na frente do placar     ( 45 x 44 ),  permanecendo na frente até quando faltavam 2 minutos e 47 segundos , quando o Botafogo empatou a partida ( 51 X 51 ) através de 2 lances livres convertidos pelo João Batista. Após a cobrança dos lances livres , houve um pedido de tempo para a equipe do Jequiá, onde mudando a postura de ataque,  conseguiu converter 4 pontos seguidos,  a partir desse momento a equipe do Jequiá administrou o placar até o final da partida , vencendo assim  por 63 x 52 e se classificando para a grande final da categoria máster + 45.

 Os destaques da partida foram,  pela equipe do  Jequiá :  Marcelão ( 26 pontos , 22 rebotes , 4 assistências e 36 de Eficiência ) ;  e pela equipe do Botafogo : João Batista ( 15 Pontos, 7 rebotes , 5 assistências  )

No domingo (05/11), o Vila da Penha/Bad Angels enfrentou o FBMRJ pelo segundo jogo da série do Máster +35. No fim, o FBMRJ venceu por 79-66 e empatou a série.

Se na primeira partida o FBMRJ sofre com as boas infiltrações do Eduardo Banana, nesse jogo o time não precisaria se preocupar. Já que o Eduardo não foi para a partida.

O time do FBMRJ mostrou mais uma vez ser um time consistente nos dois lados da quadra e fazer um jogo correto que levou o time a ter nenhum susto na partida.

Com boas jogadas do Bernardo Larreta (14 pontos e 10 rebotes) e uma grande ajuda ofensiva do Diogo Vilhena (23 pontos e 7 rebotes), a equipe conseguiu controlar a partida desde o seu início. A equipe trabalhava bem o tempo no ataque e encontrava sua melhor opção no ataque, perto do garrafão. Sendo nos bons layups dos seus jogadores ou o trabalho de low post dos seus alas e pivôs.

O time do Vila não conseguia parar o ímpeto ofensivo do seu adversário e parecia não ter muitas opções no ataque sem o Eduardo em quadra. O grande destaque da equipe, foi o Flávio Rocha com 15 pontos e 8 rebotes.

Segunda, 06 Novembro 2017 15:36

Mackenzie se impõe e vence o Vasco no +45

Written by

Neste domingo dia 5 de novembro o S.C.Mackenzie recebeu o Vasco da Gama em partida válida pela fase de classificação da categoria Master +45.

Mackenzie x vasco 45

 

O jogo:

A Bola subiu e na primeira tentativa, Migão pivô do Vasco da Gama, percebeu que não teria vida fácil. Ao receber na área pintada o atleta do Vasco rapidamente se deparou com três atletas do Mackenzie que o cercavam e mostravam qual seria o ritmo da defesa do Mackenzie na partida.

Por falar em ritmo, ninguém avisou ao Mackenzie que era uma partida da categoria Master, com isso o time do Méier imprimiu um ritmo alucinante e abrindo 8 x  2 no placar e obrigando o técnico do Gigante da colina a pedir um tempo e parar o jogo.

O tempo surtiu efeito e o Vasco apesar de não cortar a vantagem igualou as ações e diminuiu a incidência de contra ataques.

A melhora vascaína não durou muito tempo. aos poucos o Mackenzie voltou a elevar a intensidade e abrir vantagem (25x13), ao fim do primeiro quarto.

Com as duas equipes de volta a quadra o Vasco aos poucos foi imprimindo uma defesa mais agressiva no perímetro tirando a liberdade do Mackenzie para criar e arremessar.

A reação vascaína cortou a vantagem para apenas 4 pontos a dois minutos para o fim da primeira etapa. Obrigabdo o técnico do Mackenzie a pedir um tempo na tentativa de manter a vantagem.

A estratégia foi bem sucedida, o Mackenzie conseguiu voltar melhor e impulsionados pelas brilhantes atuações de Renato da Silva e Irapuã, foi para o intervalo de jogo vencendo por uma boa margem de pontos.

Depois do intervalo o Mackenzie retomou a pegada do primeiro quarto. Jogando com muita intensidade e realizando contra ataques em profusão,  não demorou muito para equipe abrir larga vantagem, função executada com maestria sob a batuta de Renato da Silva, que distribuiu assistência, como que da docês em dia de Cosme e Damião.

Depois disso não coube muito mais que administrar a partida e garantir uma excelente vitória por 72 x 55.

 

Destaques:

Renato da Silva (Mackenzie): 20pts, 8reb, 16ass e 5rou;

Irapuã (Mackenzie): 24pts, 2ass e 1 rou;

Loirinho (Vasco da Gama): 15pts, 3reb e 1ass.

O último domingo dia 5 de novembro de 2017, amanheceu com a notícia triste, do falecimento de Edinei Moreira Santana, o nosso eterno Bahia, vítima da violência que asola o nosso país.

Como não poderia ser diferente após a confirmação deste fato todos os jogos da rodada respeitaram um minuto de silêncio, em uma justa homenagem póstuma, a um atleta da LSB, que teve sa vida tomada de maneira tão abrupta.

Mackenzie x Fears

Apesar da comoção de todos com o fato, a bola subiu, e um dos principais palcos da rodada foi o S.C. Mackenzie, que abriu as portas para quatro partidas da LSB.

A última partida do dia ocorreu em o time da casa, e o Anchieta Fears, partida válida pela fase de classificação da categoria, master +35.

Não demorou muito tempo após o bola ao alto para o Mackenzie impor sua superioridade e estabelecer um ritmo que o adversário não pode acompanhar.

Principal destaque dos donos da casa Anderson de Souza era a principal válvula de escape do Mackenzie, tendo sido imprescindível para o time estabelecer um ritmo tão acelerado desde o início da partida.

É bem verdade que as virtudes do Mackenzie foram ressaltadas pelas deficiências da defesa do Anchieta.

Muito embora o Gigante da Zona Oeste, ainda contasse com Jeferson Benvindo e Edmilson Fena que carregavam o ataque do Fears, não foi o bastante para segurar o líder invicto da competição, que também contou com Raphael Zaremba, Nelson Luiz e Nilo Incêndio como destaques não belíssima exibição, que terminou com o placar de 125 x 58 para o time do Méier.

Na quinta-feira (02/11), o FBMRJ enfrentou o Vila da Penha/Bad Angels pela partida válida pelos playoffs do Máster +35 e o Vila venceu por 72-65.

Uma das partidas mais disputadas do dia.

São duas equipes que possuem um bom elenco, sendo o FBMRJ um time que busca fazer com que vários atletas pontuem. Já o time do Vila, tinha Eduardo Banana que foi a sua principal opção ofensiva em quadra.

A equipe do FBMRJ desde o início buscou cadenciar o jogo, trabalhando bem a bola no ataque e buscando fazer uma movimentação ofensiva completa para que a escolha dos arremessos fosse a melhor possível.

O time do Vila, apostou nas boas infiltrações do Eduardo. Que foi o grande destaque com 12 pontos, 10 rebotes e 9 assistências.

Mesmo fazendo uma boa marcação no perímetro, o time do FBMRJ tinha grande dificuldades para impedir as infiltrações do Eduardo. Mesmo não conseguindo os pontos, as infiltrações resultavam em faltas e era claramente o melhor caminho para o time do Vila.

FBMRJ contava com boas jogadas individuais do Bernardo Larreta (18 pontos e 9 rebotes) e o Rodrigo Castelão (15 pontos e 11 assistências). O time jogou bem de modo geral, mas a sua defesa foi o ponto negativo.

As duas equipes fizeram um jogo sólido e o fato da equipe do FBMRJ não conter as infiltrações, foi o grande diferencial para o resultado final.

Mesmo perdendo, o time do FBMRJ mostra que está muito vivo na série e tudo pode acontecer no próximo jogo.

Na quinta-feira (02/11), o Anchieta Fears jogando em casa enfrentou o Sport Club Mackenzie pela partida válida pelos playoffs do Máster +35 e o Mackenzie venceu por 122-60.

O time do Méier, entrou em quadra como o grande favorito. Por conter atletas que jogam também o campeonato Estadual, o time não teve dificuldades de superar o time da casa.

Mackenzie tinha mais armas ofensivas e fazia bem a coberturas dos seus espaços defensivos. Com isso, vários atletas se destacaram. William Arriel foi o jogador que mais se destacou, com o seu duplo-duplo (26 pontos e 17 rebotes) e ajudou a equipe com 8 assistências.

O time fazia boa movimentação ofensiva, espaçava bem a quadra e selecionava bem os arremessos. Aos poucos, vimos o time do Mackenzie abrir uma ótima vantagem e não ser superada.

Vale salientar, que o físico dos jogadores também foi um grande diferencial.

Pelo Anchieta, o destaque foi o Edmilson Oliveira com 22 pontos e 8 rebotes. A equipe sofreu com o ritmo de jogo imposto pelos visitantes e via a sua defesa não conseguir impedir os pontos dos adversários.

O time até tentou uma reação, mas no começo do segundo tempo o jogo já estava muito bem encaminhado para o Mackenzie. Restava somente a equipe da casa, esperar para o fim da partida.

Página 1 de 2
Top