jec1

Na Arena de Deodoro, o time do Mackenzie encarou o Jequiá Iate Clube pela categoria Máster +35. Em uma das partidas mais aguardadas da categoria, valeu a pena toda a espera. As duas equipes se entregaram bastante e quem estava na Arena, viu os dois times se revezando a liderança no placar. No final, o time do Méier conseguiu segurar o ataque do Jequiá e venceu a partida por 59-56. O cestinha do Mackenzie foi o Anderson de Souza com 17 pontos.

Veja lances da partida e a entrevista com o Anderson.

bangu vs vp 1

Na última partida disputada na Vila Olímpica de Mesquita, o Vila da Penha/Perphorma dominou o jogo desde o inicio contra o Bangu Warriors e terminou vencendo por 95-37. A equipe do Vila da Penha, mostrou um grande poder ofensivo e com uma boa eficiência em quadra, o time foi minando qualquer tipo de reação do adversário. O cestinha da partida foi o Eduardo "Banana" com 29 pontos.

Veja lances e a entrevista com o Vinicius Maia.

sika

Em uma das partidas mais esperadas na Arena de Deodoro, foi o confronto entre o Jequiá Iate Clube contra o Sport Club Mackenzie pela categoria Máster +40.

O Jequiá é o atual campeão da categoria e entrou em quadra enfrentando uma das boas equipes dessa temporada.

Como o imaginado, o jogo foi muito disputado desde o início. As duas equipes exploravam bastante o jogo mais próximo a cesta e com um garrafão mais alto e tendo um bom pontuador de média distância como o Douglas Lorite, aos poucos vimos o time da Ilha do Governador abrir uma pequena vantagem.

Mesmo com o Lorite se destacado no início, as duas equipes conseguiram envolver praticamente todos os jogadores na pontuação. A partida em nenhum momento parecia definida para alguma das equipes, mas com o time do Jequiá aproveitando melhor as chances que apareciam no ataque e melhorando bem defensivamente no último quarto, a equipe conseguiu uma ótima vitória por 68-62. O grande destaque foi o Lorite com 19 pontos, 10 rebotes e 5 assistências.

Com essa vitória contra o Mackenzie, o Jequiá mostra que vem cada vez mais forte pelo bicampeonato da categoria.

Oas 1

Na partida mais aguardada do dia na categoria Máster +35, a equipe do Dinos vendeu caro a derrota para o Oásis e quem pode acompanhar de perto, viu uma das boas partidas do dia. O time do Oásis mais uma vez contou com uma ótima partida do ala Ricardo Machado. O jogador que tem médias de 30 pontos, fez 29 pontos e pegou 4 rebotes para dar a vitória por 67-61 para o time localizado na Barra da Tijuca.

No final eu conversei com o Ricardo sobre a excelente partida que ele fez.

sika

Em uma das boas partidas do Máster +35 na Arena de Deodoro, o time de Juiz de Fora se saiu melhor contra a boa equipe do Sika Cabo Frio. O destaque do Dinos foi o ala Thiago Sérgio. Ele conseguiu dominar os dois lados da quadra. Terminando a partida com 19 pontos e 11 rebotes.

No final eu conversei com ele. Veja o vídeo.

DSC 0353

Na Arena de Deodoro, o Jequiá conseguiu pontuar bem nas bolas do perímetro e ficou a frente do placar, o jogo todo. No final, o time da Ilha do Governador venceu a partida por 60-51 e teve o Filipe Rodrigues como o grande destaque. O armador fez 18 ponto (4 bolas de três pontos) e 5 assistências. Após a partida, conversamo com o destaque do Jequiá.

Sem título

A equipe do Anchieta Fears estreou na categoria Máster +35, vencendo o MS Team por 75-47. Os destaques da partida foram o Rodrigo Gilberto e Edmilson Oliveira, eles combinaram para 46 pontos, 16 rebotes e 5 assistências.

No final, o Edmilson falou um pouco sobre o que ele espera da equipe nessa temporada.

Continuando a saga de conversar com os representantes das equipes, Hoje o papo é especial. O entrevistado da vez é Luisão, jogador do MS Team, equipe da categoria Master +35.

Mas dessa vez o papo atravessa a linha divisória da quadra e foca em outro aspecto do esporte. O aspecto político social, uma vez que o MS Team é fruto de um projeto social e seus representantes continuam o legado do seu mestre.

Vale  conferir o bate papo:

Diogo Aquino: Luisão, fala pra gente um pouco sobre o que é o MS Team.

Luisão: MS Team é uma homenagem ao Professor Marcos Santos, falecido em 12 de outubro de 2002 em um acidente de trânsito em Caxias, técnico da categoria de base do Botafogo e que levou o instituto Marcos Richardson (Belford Roxo) a ser conhecido no cenário estadual, na LSB a primeira formação foi feita por um dos seus mais dedicados alunos (Felipe Eurico Felix) que hoje é técnico do Atlântico, Marquinhos como era conhecido, teve como um de seus principais alunos na área do basquete, Bruno SPACE, Bicudão entre outros, a ideia desse time máster é trazer de volta seus primeiros alunos e amigos, como a escolinha MS Amigos do Basquete que temos mais de 100 crianças e adolescentes iniciando a prática do basquete, na praça do GALO, Parque fluminense, Caxias, que conta como professores e instrutores Serginho, Rômulo e Skate (The brothers); Luizão (Strongs); Juliana (Queens feminino); Cláudia, vários atletas do Ms Team e o presidente e idealizador Prof. Ariston, a ideia é buscarmos patrocínio para colocarmos as nossas crianças e adolescentes nas categorias de base, pois nosso projeto é totalmente gratuito.

 

Diogo Aquino: Que legal! Entendendo melhor esse projeto, vocês atendem crianças de que idade?

Luisão: Nós atendemos crianças a partir de 10 anos.

 

Diogo Aquino: Quem são os responsáveis pela equipe?

Luisão: Responsáveis: Luizão, Gê e Wallace vulgo Peste; Técnico: Igor Gumes.

 

Diogo Aquino: Imagino que o Marcos Santos tenha tido um papel fundamental na vida de todos vocês para abraçarem esse legado né?

Luisão: Sim irmão, com certeza. Ele me levou para o Tijuca Tênis Clube em 1996, onde eu tive a oportunidade de jogar os dois anos do infantil e o primeiro ano do infanto.

 

Diogo Aquino: E como é imaginar que sua atuação hoje na vida dessas crianças, pode deixar nelas uma Luisão: Mano, não tem explicação, só de ver o sorriso estampado nos rostos delas, a dedicação aos treinos, a força de vontade, já faz a gente esquecer um pouco das coisas ruins que a periferia nos proporciona, e elas serão os futuros instrutores e professores de amanhã, pra esse legado nunca morrer...

 

Diogo Aquino: Agora quem quiser saber mais de como o projeto funciona, como pode fazer pra ajudar, tem um site ou uma página no facebook que a pessoa pode procurar?

Luisão: Sim, Escolinha MS Amigos do Basquete no Facebook.

 

Diogo Aquino: Luisão meus parabéns pelo projeto, e pode contar comigo pra dar publicidade aos eventos.

Luisão: Muito obrigado.

IMG 7726

Neste domingo no Sport Club Mackenzie, o time do Mackenzie enfrentou o Sika Cabo Frio pela primeira rodada do Máster +35 e no final, o time da casa venceu por 103-49.

A partida que marcava a estreia das equipes no Máster +35 2018, começou mostrando que o time que vinha da região dos lagos, traria dificuldades para o atual campeão invicto da categoria. Mas a dificuldade só durou um tempo de jogo.

A boa equipe do Sika começou bem a partida, aproveitando os turnovers do Mackenzie e saindo com velocidade nas transições. O time aproveitava corretamente as chances que apareciam e trabalhava bem o tempo no ataque, aliado o bom desempenho do Claiton Acácio (20 pontos, 8 rebotes e 5 roubos de bola), a equipe não deixava o Mackenzie escapar no placar. No começo, o time conseguia fechar os seus espaços defensivos e não dava liberdade para que o Mackenzie trabalhasse livremente a bola no ataque. Porém, no segundo tempo a equipe começou a demonstrar um certo desgaste físico e isso foi essencial para que o time da casa conseguisse se desgarrar no placar.

O Mackenzie que fez uma temporada passada perfeita, entrou nessa partida “pressionado” para mostrar que o time vem forte mais uma vez esse ano. A equipe que manteve a base da temporada passada e trouxe reforços, iniciou a partida de forma morna. O time cometia erros importantes e a equipe via o Sika crescer aos poucos. Porém, o Mackenzie da temporada passada voltou no segundo tempo. Depois de uma cobrança do treinador Alexandre Magalhães no intervalo da partida, a equipe voltou mais ligada para o jogo e logo imprimiu o seu ritmo. Usando bem a rotação ofensiva e uma boa movimentação sem bola, a equipe venceu o terceiro quarto por impressionantes 36-9. A partir desse momento, o time do Mackenzie melhorou a sua defesa e a seleção de arremessos foram fundamentais para que o time não fosse mais alcançado.

No final, o grande destaque da equipe foi o Nelson Salema com 16 pontos e 9 assistências.

WhatsApp Image 2018 03 07 at 12.48.23

No último jogo do dia no Campestre, o Cesta Básica venceu o Academia Carioca de Basquetebol por 65-25.

Os dois times fizeram a sua estreia na Liga Super Basketball (LSB) e entraram em quadra na busca de começar a temporada com o pé direito. As equipes mostraram muito volume de jogo e intensidade em quadra. Mas fazendo boas transições ofensivas e se aproveitando dos turnovers cometidos pelo ACB, o Cesta Básica foi colocando uma vantagem com o passar do tempo.

O time do Cesta Básica conseguia pontuar bem nas jogadas mais próximo do garrafão, além de se aproveitar dos contra-ataques cedidos pelo adversário. Rapidamente o time conseguiu encontrar o seu ritmo e achar espaços defensivos com certa facilidade. O ataque funcionou bem e o maior destaque da equipe foi o Higor Cruz com 19 pontos, 6 rebotes, 2 assistências e 4 roubos de bola.

Pelo lado da ACB, o time teve dificuldades para tenar conter o ritmo imposto pelo adversário. A equipe até criava boas jogadas, mas não conseguia finalizar de forma perfeita e cedia diversos contra-ataques para o oponente. Aos poucos, a desvantagem foi crescendo e o time não conseguiu uma última reação. O destaque do time foi o Rafael Bedá com 6 pontos e 9 rebotes.

Página 1 de 3
Top