O último dia 10 de dezembro, ficou conhecido como um domingo de finais da LSB. O palco para os quatro jogos decisivos foi o S.C. Mackenzie, que abriu os trabalhos com o jogo 2 do Master +45, onde o time da casa entrou pressionado, por ter perdido a primeira partida para o Jequiá, e precisava da vitória em casa para provocar o jogo 3 da série final.

jequia x mack

O Jogo:

 

1º Período:

A bola subiu e o time da casa parecia nervoso, melhor para o Jequiá que aproveitou pra sair na frente, e com boas jogadas de Márcio Paulo, abrir 10 x 4 no marcador.

Contudo, mesmo sem precisar parar o jogo o time da casa foi se recompondo na partida, especialmente na defesa que sofreu apenas dois na metade final do primeiro período, e ainda pode contar com uma excelente atuação de Irapuã, para virar o marcador e fechar o quarto inicial vencendo por 18 x 12.

 

2º Período:

Na volta à quadra renato se juntou a Irapuã, para ampliar a vantagem dos donos da casa que chegaram à abrir dezoito pontos de vantagem antes que Márcio pagode pudesse converter uma certa de três pontos e ir para o intervalo com 15 pontos de diferença no placar em favor da equipe do Méier, 35 x 20.

 

3º Período:

No início da segunda etapa, comandados pela dupla de Márcios o Jequiá tentou uma reação, e é bem verdade que conseguiu igualar as ações, no entanto, com oito pontos de Renato o Mackenzie não soltou a dianteira e também venceu o período por 21 x 19 levando uma boa vantagem para o quarto derradeiro (56x39).

 

4º Período:

O jogo que já estava quente ganhou um último período com defesas muito fortes que permitiram pouquíssimas oportunidades aos ataques. Melhor para o Mackenzie que teve pouco trabalho para administrar a vantagem que terminou em 14 pontos e provocou mais um jogo 3 nas FINAIS LSB 2017.

 

Destaques:

Renato (Mackenzie): 16pts, 6reb, 5ass e 1rou;

Irapuã (Mackenzie): 14pts, 9reb, 1ass e 2rou;

Luis Claudio (Mackenzie): 12pts, 4reb e 1rou;

Márcio Paulo (Jequiá): 16pts, 12reb, 3ass, 5rou e 3toc;

Émerson Vieira (Jequiá): 6pts, 13reb e 1ass.

Sexta, 10 Novembro 2017 19:20

Jequiá na Final do +45

Written by

Jequiá  vence Botafogo , e está na final do Master + 45

 

2017 11 07 PHOTO 00000009

 

A equipe do Jequiá I.C., venceu a segunda partida da semifinal em General  Severiano , em partida que inaugurou o novo  piso do ginásio do Botafogo F.R. , que será utilizado durante os jogos da NBB , e se classifica para a final , aguardando o vencedor do confronto entre Vasco da Gama e  o Mackenzie.

O primeiro período  foi marcado principalmente , em virtude da marcação forte das duas equipes e  isso contribui para o placar baixo de 13 x 11 , para a equipe do Botafogo.

 O início do segundo período, foi marcado pela alternância do placar entre as equipes do Botafogo e do Jequiá ; mas quando faltavam 4 minutos e 43 segundos, com uma  bandeja , convertida  pelo  Márcio Paulo, a equipe do Jequiá passou  na frente , permanecendo vencendo  até o final do período, terminando com o placar parcial de 30 x 29.

O terceiro período foi marcado , pela grande determinação defensiva da equipe do Botafogo, que  com uma cesta de 3 pontos do atleta Márcio Pereira, passou na frente do placar (34 X 33)  quando faltavam 8 minutos e 33 segundos, para término do período , e permaneceu vencendo até o final, terminando este período com o placar  parcial de 44 x 41, a seu favor.

Com duas cestas no início do quarto período, a equipe do Jequiá, passou na frente do placar     ( 45 x 44 ),  permanecendo na frente até quando faltavam 2 minutos e 47 segundos , quando o Botafogo empatou a partida ( 51 X 51 ) através de 2 lances livres convertidos pelo João Batista. Após a cobrança dos lances livres , houve um pedido de tempo para a equipe do Jequiá, onde mudando a postura de ataque,  conseguiu converter 4 pontos seguidos,  a partir desse momento a equipe do Jequiá administrou o placar até o final da partida , vencendo assim  por 63 x 52 e se classificando para a grande final da categoria máster + 45.

 Os destaques da partida foram,  pela equipe do  Jequiá :  Marcelão ( 26 pontos , 22 rebotes , 4 assistências e 36 de Eficiência ) ;  e pela equipe do Botafogo : João Batista ( 15 Pontos, 7 rebotes , 5 assistências  )

No domingo (05/11), o Vila da Penha/Bad Angels enfrentou o FBMRJ pelo segundo jogo da série do Máster +35. No fim, o FBMRJ venceu por 79-66 e empatou a série.

Se na primeira partida o FBMRJ sofre com as boas infiltrações do Eduardo Banana, nesse jogo o time não precisaria se preocupar. Já que o Eduardo não foi para a partida.

O time do FBMRJ mostrou mais uma vez ser um time consistente nos dois lados da quadra e fazer um jogo correto que levou o time a ter nenhum susto na partida.

Com boas jogadas do Bernardo Larreta (14 pontos e 10 rebotes) e uma grande ajuda ofensiva do Diogo Vilhena (23 pontos e 7 rebotes), a equipe conseguiu controlar a partida desde o seu início. A equipe trabalhava bem o tempo no ataque e encontrava sua melhor opção no ataque, perto do garrafão. Sendo nos bons layups dos seus jogadores ou o trabalho de low post dos seus alas e pivôs.

O time do Vila não conseguia parar o ímpeto ofensivo do seu adversário e parecia não ter muitas opções no ataque sem o Eduardo em quadra. O grande destaque da equipe, foi o Flávio Rocha com 15 pontos e 8 rebotes.

Segunda, 06 Novembro 2017 17:36

Mackenzie se impõe e vence o Vasco no +45

Written by

Neste domingo dia 5 de novembro o S.C.Mackenzie recebeu o Vasco da Gama em partida válida pela fase de classificação da categoria Master +45.

Mackenzie x vasco 45

 

O jogo:

A Bola subiu e na primeira tentativa, Migão pivô do Vasco da Gama, percebeu que não teria vida fácil. Ao receber na área pintada o atleta do Vasco rapidamente se deparou com três atletas do Mackenzie que o cercavam e mostravam qual seria o ritmo da defesa do Mackenzie na partida.

Por falar em ritmo, ninguém avisou ao Mackenzie que era uma partida da categoria Master, com isso o time do Méier imprimiu um ritmo alucinante e abrindo 8 x  2 no placar e obrigando o técnico do Gigante da colina a pedir um tempo e parar o jogo.

O tempo surtiu efeito e o Vasco apesar de não cortar a vantagem igualou as ações e diminuiu a incidência de contra ataques.

A melhora vascaína não durou muito tempo. aos poucos o Mackenzie voltou a elevar a intensidade e abrir vantagem (25x13), ao fim do primeiro quarto.

Com as duas equipes de volta a quadra o Vasco aos poucos foi imprimindo uma defesa mais agressiva no perímetro tirando a liberdade do Mackenzie para criar e arremessar.

A reação vascaína cortou a vantagem para apenas 4 pontos a dois minutos para o fim da primeira etapa. Obrigabdo o técnico do Mackenzie a pedir um tempo na tentativa de manter a vantagem.

A estratégia foi bem sucedida, o Mackenzie conseguiu voltar melhor e impulsionados pelas brilhantes atuações de Renato da Silva e Irapuã, foi para o intervalo de jogo vencendo por uma boa margem de pontos.

Depois do intervalo o Mackenzie retomou a pegada do primeiro quarto. Jogando com muita intensidade e realizando contra ataques em profusão,  não demorou muito para equipe abrir larga vantagem, função executada com maestria sob a batuta de Renato da Silva, que distribuiu assistência, como que da docês em dia de Cosme e Damião.

Depois disso não coube muito mais que administrar a partida e garantir uma excelente vitória por 72 x 55.

 

Destaques:

Renato da Silva (Mackenzie): 20pts, 8reb, 16ass e 5rou;

Irapuã (Mackenzie): 24pts, 2ass e 1 rou;

Loirinho (Vasco da Gama): 15pts, 3reb e 1ass.

O último domingo dia 5 de novembro de 2017, amanheceu com a notícia triste, do falecimento de Edinei Moreira Santana, o nosso eterno Bahia, vítima da violência que asola o nosso país.

Como não poderia ser diferente após a confirmação deste fato todos os jogos da rodada respeitaram um minuto de silêncio, em uma justa homenagem póstuma, a um atleta da LSB, que teve sa vida tomada de maneira tão abrupta.

Mackenzie x Fears

Apesar da comoção de todos com o fato, a bola subiu, e um dos principais palcos da rodada foi o S.C. Mackenzie, que abriu as portas para quatro partidas da LSB.

A última partida do dia ocorreu em o time da casa, e o Anchieta Fears, partida válida pela fase de classificação da categoria, master +35.

Não demorou muito tempo após o bola ao alto para o Mackenzie impor sua superioridade e estabelecer um ritmo que o adversário não pode acompanhar.

Principal destaque dos donos da casa Anderson de Souza era a principal válvula de escape do Mackenzie, tendo sido imprescindível para o time estabelecer um ritmo tão acelerado desde o início da partida.

É bem verdade que as virtudes do Mackenzie foram ressaltadas pelas deficiências da defesa do Anchieta.

Muito embora o Gigante da Zona Oeste, ainda contasse com Jeferson Benvindo e Edmilson Fena que carregavam o ataque do Fears, não foi o bastante para segurar o líder invicto da competição, que também contou com Raphael Zaremba, Nelson Luiz e Nilo Incêndio como destaques não belíssima exibição, que terminou com o placar de 125 x 58 para o time do Méier.

Na quinta-feira (02/11), o FBMRJ enfrentou o Vila da Penha/Bad Angels pela partida válida pelos playoffs do Máster +35 e o Vila venceu por 72-65.

Uma das partidas mais disputadas do dia.

São duas equipes que possuem um bom elenco, sendo o FBMRJ um time que busca fazer com que vários atletas pontuem. Já o time do Vila, tinha Eduardo Banana que foi a sua principal opção ofensiva em quadra.

A equipe do FBMRJ desde o início buscou cadenciar o jogo, trabalhando bem a bola no ataque e buscando fazer uma movimentação ofensiva completa para que a escolha dos arremessos fosse a melhor possível.

O time do Vila, apostou nas boas infiltrações do Eduardo. Que foi o grande destaque com 12 pontos, 10 rebotes e 9 assistências.

Mesmo fazendo uma boa marcação no perímetro, o time do FBMRJ tinha grande dificuldades para impedir as infiltrações do Eduardo. Mesmo não conseguindo os pontos, as infiltrações resultavam em faltas e era claramente o melhor caminho para o time do Vila.

FBMRJ contava com boas jogadas individuais do Bernardo Larreta (18 pontos e 9 rebotes) e o Rodrigo Castelão (15 pontos e 11 assistências). O time jogou bem de modo geral, mas a sua defesa foi o ponto negativo.

As duas equipes fizeram um jogo sólido e o fato da equipe do FBMRJ não conter as infiltrações, foi o grande diferencial para o resultado final.

Mesmo perdendo, o time do FBMRJ mostra que está muito vivo na série e tudo pode acontecer no próximo jogo.

Na quinta-feira (02/11), o Anchieta Fears jogando em casa enfrentou o Sport Club Mackenzie pela partida válida pelos playoffs do Máster +35 e o Mackenzie venceu por 122-60.

O time do Méier, entrou em quadra como o grande favorito. Por conter atletas que jogam também o campeonato Estadual, o time não teve dificuldades de superar o time da casa.

Mackenzie tinha mais armas ofensivas e fazia bem a coberturas dos seus espaços defensivos. Com isso, vários atletas se destacaram. William Arriel foi o jogador que mais se destacou, com o seu duplo-duplo (26 pontos e 17 rebotes) e ajudou a equipe com 8 assistências.

O time fazia boa movimentação ofensiva, espaçava bem a quadra e selecionava bem os arremessos. Aos poucos, vimos o time do Mackenzie abrir uma ótima vantagem e não ser superada.

Vale salientar, que o físico dos jogadores também foi um grande diferencial.

Pelo Anchieta, o destaque foi o Edmilson Oliveira com 22 pontos e 8 rebotes. A equipe sofreu com o ritmo de jogo imposto pelos visitantes e via a sua defesa não conseguir impedir os pontos dos adversários.

O time até tentou uma reação, mas no começo do segundo tempo o jogo já estava muito bem encaminhado para o Mackenzie. Restava somente a equipe da casa, esperar para o fim da partida.

No primeiro jogo da semifinal entre Vasco da Gama e Sport Club Mackenzie pela categoria Máster +45 disputado no Jequiá Iate Clube, o time cruzmaltino saiu na frente após vencer por 78-73.

Antes da partida começar, podíamos imaginar que a partida seria muito disputada com um leve favoritismo para a equipe do Mackenzie por causa do bom desempenho na temporada regular.

Mas o Vasco tinha o Reinaldo de Carvalho em um dia inspirado. Ele fez 21 pontos (5-8 nas bolas de 3, 62%) e 6 rebotes. Ele foi a grande válvula de escape do ataque cruzmaltino em todo o jogo.

Mesmo tendo grande dificuldade para fazer uma boa marcação, o Vasco mostrou uma boa desenvoltura no ataque e além do Reinaldo, o time teve ajuda do Domingos Roque (13 pontos, 13 rebotes e 7 assistências) e Antônio César (19 pontos e 6 rebotes) para conseguir essa boa vitória.

Pelo lado do Mackenzie, o time do Méier ficou longe de mostrar o jogo que vem apresentado desde o começo do campeonato. O time parecia apático defensivamente e não conseguia conter as bolas do perímetro do Reinaldo e vinha sendo lento no trabalho ofensivo.

O Jacson Nesi foi o grande destaque da equipe, fazendo 24 pontos e pegando 6 rebotes. Ele conseguia explorar bem as falhas defensivas do Vasco e fez bons layups no jogo.

O próximo confronto entre as duas equipes, será no dia 05/11 no Sport Club Mackenzie.

Segunda, 30 Outubro 2017 15:06

Jequiá começa bem a série contra o Botafogo

Written by

No primeiro jogo da semifinal entre Jequiá Iate Clube e Botafofogo F.R. pela categoria Máster +45 disputado no Jequiá Iate Clube, o time da casa saiu na frente após vencer por 75-65.

O time liderado pelo Marcelo Paulo, fez uma das partidas mais corretas nos dois lados da quadra e não passou dificuldade para superar o bom time do Botafogo.

Jequiá usou bem o que tem de melhor, o trabalho dos pivôs e a defesa dentro do garrafão. Marcelo foi o grande destaque fazendo 28 pontos, pegando 21 rebotes e dando 6 assistências.

A equipe da casa jogou usando o bom trabalho dentro do garrafão do Marcelo e do Márcio. Eles faziam bons box outs e usavam a explosão física para ganhar espaço dentro da área pintada. Não bastasse dominar o garrafão nos dois lados da quadra, o time conseguia dificultar muito o jogo do perímetro e de média distância do Botafogo.

Além disso, o Jequiá soube trabalhar bem a bola e cadenciar o jogo.

Pelo lado do Botafogo, o Alberto Leite foi o grande destaque com 16 pontos, 7 rebotes e 2 assistências. O time da estrela solitária, desde o início mostrou um certo desconforto em quadra. Não conseguiu encaixar o seu ritmo, já que busca muito as transições defesa-ataque e não fazia bem a compactação defensiva para que dificultasse o time da casa a pontuar.

Com isso, o time do Jequiá abre 1-0 e pode fechar a série no dia 05/11 no ginásio Botafogo Futebol e Regatas.

Quinta, 26 Outubro 2017 15:56

Playoffs do Máster +45 já estão definidos

Written by

A categoria Máster +45 está chegando na reta final. Nesse final de semana começa os playoffs e esses serão os confrontos.

Vasco vs Mackenzie

Jequiá vs Botafogo

As quatro equipes chegam forte para essa fase e tem tudo para ser grandes confrontos. Os quatro times têm valores individuais que podem decidir uma partida.

Ficaremos de olho, para ver quem se sai melhor na primeira partida. Lembrando que é melhor de três confrontos.

Quer saber a data e horário dos confrontos? Veja AQUI.

Página 1 de 2
Top