Segunda, 18 Setembro 2017 00:32

Mad Lions começa com pé direito os playoffs

Written by

Neste domingo (17/09) no Club Municipal, o Mad Lions enfrentou o Direto na Cesta válido pelo primeiro jogo dos playoffs da Liga B.

Contando com uma boa partida do João Paulo (15 pontos, 5 rebotes e 6 assistências) e Pedro José (12 pontos e 5 rebotes), a equipe do Mad Lions conseguiu uma ótima vitória por 55-52.

Pelo lado do Direto na Cesta, o destaque ficou para o Vicente Mayrink. Ele fez 22 pontos e pegou e 8 rebotes.

Sexta, 15 Setembro 2017 00:45

Slam Dunk supera Meriti Falcons

Written by

No dia 07/09, o Slam Dunk enfrentou o Meriti Falcons pela Liga B no Sport Club Anchieta.

Era esperado uma partida muito equilibrada desde o começo. As duas equipes queriam impor o seu ritmo de jogo desde o começo e víamos uma certa ansiedade de ambas as equipes para finalizar as jogadas no ataque.

Porém, o Slam Dunk conseguia aos poucos pontuar. Mesmo não fazendo exemplar no ataque, a equipe conseguia compactar bem a defesa e impedir o ímpeto da equipe de Meriti. Matheus da Silva (16 pontos e 4 rebotes) e Douglas Alexandre (11 pontos e 10 rebotes), foram os grandes destaques da equipe.

Pelo lado do Meriti Falcons, Wesley Santos foi o destaque com 12 pontos e 17 rebotes. O time teve grandes dificuldades para encaixar o seu ritmo e rendeu abaixo do esperado no ataque. Dos 12 atletas que foram para a partida, 5 não pontuaram. Isso mostra como a equipe não encaixou em quadra.

O Slam Dunk não tem nada a ver com isso e aos poucos aproveitou as falhas defensivas do adversário e consegui uma ótima vitória por 58-42.

Sexta, 15 Setembro 2017 00:23

Mackenzie vence o Basket Maré

Written by

No dia 07/09, o Basket Maré enfrentou o Mackenzie pela Liga B no Sport Club Anchieta.

Essa era uma das partidas mais esperadas do dia, pois são duas equipes talentosas e com um bom encaixe.

O Basket Maré tem com Matheus Amorim e os irmãos Aragão (Erick e Ector), como o pilar da equipe e eles realmente conduziram a equipes desde o começo. Vimos um time bem sólido, sabendo trabalhar bem a bola e tendo paciência para finalizar as jogadas.

Pelo lado do Mackenzie, a equipe liderada pelo Felipe Alexandre mostrou uma enorme dificuldade para diminuir o espaçamento do time adversário em quadra e compactar bem a defesa do garrafão.

A equipe da Maré foi logo aproveitando as oportunidades que apareciam e conseguiu vencer boa parte da partida. O time contou com a bela partida do Matheus Amorim, que fez 25 pontos e pegou 6 rebotes.

O Mackenzie só foi melhorar no fim do terceiro quarto, quando o Felipe Alexandre conseguiu aplicar a sua defesa pressão característica e aos poucos via a desvantagem no placar diminuir.

Com a ajuda do Marley Pereira, que fez 20 pontos e pegou 4 rebotes, a equipe começava a pontuar aos poucos e já conseguia dificultar bastante as infiltrações do time da Maré.

Com o passar do relógio, o Mackenzie conseguiu reverter a situação no placar e conseguiu uma ótima vitória por 61-57.

Neste domingo (27/08), o FBMRJ recebeu o BMC Airballs no Sport Club Mackenzie pela Liga B e foi um jogo no mínimo interessante.

Pois vimos o BMC que faz sua temporada de estreia na LSB mostrar uma evolução evidente em quadra e o FBMRJ passar certa dificuldade no primeiro tempo.

A equipe do BMC começou mal a temporada e mostrava uma desorganização tática evidente, mas com o passar dos jogos começamos a ver valores individuais importantes, como o David da Conceição (um dos maiores reboteiros da Liga) e o Victor Rogério (scorer da equipe).

O FBMRJ vem de uma boa vitória na semana passada com um jogo formidável do Rafael Pougy. É uma equipe que já era considerada uma das favoritas a passar no grupo e grande contender para o título desse ano.

Na partida, vimos o FBMRJ ter dificuldades para impedir as infiltrações laterais do BMC e as jogadas de transição da equipe da baixada fluminense. Talvez a falta do Pougy em quadra, ele foi poupado para a partida, fez com que a equipe tivesse que mostrar novas ferramentas ofensivas, mas o BMC soube segurar o adversário no placar.

O primeiro tempo foi vencido pelo FBMRJ por 29-27.

No segundo tempo, a parte física pesou demais para o lado do BMC e aos poucos, as qualidades individuais dos jogadores do FBMRJ foram aparecendo. A vantagem que só era de 2 pontos terminou com uma vantagem de 1 pontos e um placar de 88-57 para o FBMRJ.

O grande destaque do time, foi o Diego Santana. Ele terminou com 25 pontos, 14 rebotes e 5 assistências.

Segunda, 28 Agosto 2017 14:13

Império São Cristóvão vence Vila Kings

Written by

A fase de classificação da Liga B está chegando ao final. Neste domingo mais uma vez o Ginásio Zenny de Azevedo no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande abriu as portas para receber uma rodada da LSB.

IMPS X KINGS

A partida de abertura ocorreu entre Vila Kings e Império São Cristóvão, ambas as equipes ainda sonham com a ponta da tabela. Os Kings lideram o grupo com apenas uma derrota enquanto o São cristóvão tem poucas chances, por já ter sofrido duas derrotas neste período.

 

O Jogo:

 

1º Período:

O jogo começou corrido, com ambas as equipes decidindo muito rápido as jogadas ofensivas. Melhor para o os Kings que se aproveitaram dos desperdícios do adversário para abrir quatro pontos.

Não demorou muito para o quadro se inverter. Após desperdiçar uma sequência de bandejas fáceis o foi a vez do império São Cristóvão se aproveitar numa corrida de 9x0 pra virar a partida.

O jogo se segui com muita intensidade e muitos erros, o que acabou por gerar a maior parte dos pontos do jogo. Que acabou com o V|ila Kings vencendo por 18 x 14.

 

2º Período:

A entrada de Gabriel Estrela deu aos Kings algo mais que só a velocidade até então apresentada, por outro lado, na defesa o time não tinha organização e nem mesmo garra, ponto chave pra fechar a frente no período anterior.

Outro ponto que fez a diferença e desapareceu foi a entrada do pivô Hudson que mudou a defesa do Kings no primeiro quarto, estava nitidamente cansado.

Pelo lado do São Cristóvão, Ramon Martins parecia flutuar e jogando um basquete de altíssimo nível para liderar o Império e vencer por 34 x 28.

 

3º Período:

O intervalo não parece ter feito bem ao Vila Kings. O time entrou quadra com uma postura apática e passou a  focar mais em reclamar da arbitragem e menos em bater o adversário, que manter a sobriedade e mesmo sem jogar tão bem como no fim do primeiro tempo soube manter a vantagem.

O quadro obrigou o Vila Kings a parar o jogo, o que acabou gerando um impacto imediato, com uma corrida de 7 pontos pra cortar a vantagem do Império São Cristóvão, que não teve alternativa, que não fosse parar o jogo.

Nesse momento do jogo pudemos ver alguns dos lances mais bonitos da partida. Protagonizados por Gabriel Estrela do Vila Kings, Rafael Assim e Matheus Siqueira do Império São Cristóvão, que foi para o último período a frente por 47 x 43.

 

4º Período:

Apesar ter terminado o terceiro quarto com a moral em dia, os Kings começaram o último período cometendo muitos erros e sendo uma presa fácil para o Império São Cristóvão, que comandados pelo Rafael Assis abriu  11 pontos a menos de 5min para o fim.

O Vila Kings bem que tentou, mas não conseguiu muito mais que trocar pontos com o São Cristóvão, que fez uma partida linear para chegar a sua quarta vitória em seis partidas.

Quanto aos Kings, praticamente dão adeus a chance de terminar em primeiro e fecham sua fase de classificação com duas derrotas e cinco vitórias.

 

Personagem:

Depois da vitória pudemos ouvir Ramon Martins analisar a situação da equipe: “Nós viemos para a partida com um único objetivo: Ganhar! Nós pensamos jogo a jogo temos ainda uma partida muito importante antes dos playoffs.”

 

Destaques:

Leonardo Diniz (Império São Cristóvão): 6pts, 6reb, 3ass e 4rou;

Matheus Siqueira (Império São Cristóvão): 6pts, 10reb, 3ass, 2rou e 2toc;

Ramon Martins (Império São Cristóvão): 18pts, 2reb, 2ass e 3rou;

Gabriel Estrela (Vila Kings): 27pts, 6reb, 2ass e 3rou;

Michel Ângelo (Vila Kings): 11pts, 8reb, 2ass e 4rou;

Hudson Pereira (Vila Kings): 4pts, 7reb e 1ass.

A fase de classificação da Liga B está chegando ao final. Neste domingo mais uma vez o Ginásio Zenny de Azevedo no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande abriu as portas para receber uma rodada da LSB.

O segundo jogo do dia aconteceu entre Campo Grande Spartans e Direto na Cesta.

sPARTANS X DNC

O Jogo:

1º Período:

O jogo começou e a equipe dos Spartans não demorou a mostrar a que veio. Mordidos por ter sofrido uma dura derrota em seus domínios na semana passada, o time não demorou a se impor na partida forçando um ritmo bem agressivo contra um adversário que não encontrou resposta a suas ações.

O Direto na cesta bem que tentou, mas se viu oprimido pela agressividade dos Spartans, ainda puderam contar com o apoio da torcida para forçar o ritmo e vencer por 15 x 8.

 

2º Período:

O ímpeto do Spartans baixou, com isso, o Direto na cesta conseguiu equilibrar as ações, se aproveitando inclusive de uma desorganização na defesa adversária.

O bom momento do direto na cesta provocou um pedido de tempo do time da casa. Se o pedido de tempo não foi o suficiente para organizar a equipe no ataque, a defesa passou a  conceder menos espaços e muito mais faltas. Seja como for o aumento da agressividade aparentemente parece ser a chave do jogo dos Spartans, foi com ela, um belo chute de Arakem e um ótimo contra ataque de Lucas Fonseca, que os Spartans voltaram a crescer na partida, obrigando o Direto na Cesta a pedir tempo.

Na volta do tempo o Campo Grande se manteve melho e foi para o intervalo vencendo por 31 x 16.

 

3º Período:

O segundo tempo começou como terminou o primeiro. Com os Spartans ditando o ritmo do jogo. Chegando à estabelecer uma corrida de 10x0 nos primeiros 2:30 de jogo. obrigando o Direto na Cesta a pedir tempo.

O pedido de tempo fez efeito e o Direto na Cesta conseguiu fazer 6x1 no marcador,  obrigando dessa vez aos Spartans a parar o jogo.

Apesar da nítida evolução do Direto na Cesta os Spartans se mantiveram à frente para o último quarto de partida, 48 x 29.

 

4º Período:

Apesar de todas as pessoas no ginásio terem a convicção de que o resultado não iria se alterar nenhuma das duas equipes baixou o nível de concentração. Se ao Direto na Cesta sobrou dignidade para jogar a cada bola o melhor que pode frente a um adversário que se mostrou muitíssimo duro. Aos Spartans também não faltou foco, e mesmo após a “definição” da partida cada posse de bola foi encarada com a seriedade de quem joga uma série de playoffs.

 

O jogo como um todo foi um conduzido de maneira brilhante por Marcos Dias, que no último período ainda pode contar com uma pontaria especialmente calibrada de Gabriel Laurindo.

 

Final de jogo: 69 x 41.

 

Personagem:

Melhor em quadra Marcos Dias foi claro sobre as pretensões da equipe: “O Nosso principal objetivo é ganhar. Começamos o ano fazendo um bom trabalho, tínhamos um ritmo de treinamento, mas no decorrer da competição tivemos dificuldades, agora temos que nos superar pra vencer”.

 

Destaque:

Marcos Dias (Spartans): 22pts, 4reb, 8reb e 4ass;

Pedro Fontes (Spartans): 9pts, 4reb, 6ass e 5rou;

Rafael Silva (DNC): 11pts, 6reb, 1ass e 4rou.

Pela primeira vez na temporada o Ginásio Zenny de Azevedo abriu suas portas para uma rodada da LSB.  A partida de abertura teve o Basket Maré enfrentando o BMC Air Ball.

mare x bmc

O Jogo:

1º Período:

Não precisou de mais do que duas posses de bola para se confirmar o que todos prevíamos. O BMC Air Ball teria que se superar pra tentar conter o Basket Maré, que vem atravessando um bom momento na competição.

Com os irmãos Aragão dominando as ações, o time azul simplesmente atropelou os adversários sem suar. Foi comum vermos ataques, nos quais o Basket Maré sequer empregava todos os seus jogadores na jogada, utilizado quatro, três e por vezes apenas dois jogadores no ataque.

O resultado desse atropelamento foi 21x4, na primeira parcial.

 

2º Período:

No retorno à quadra o BMC Air Ball trouxe uma defesa mais agressiva.

A mudança de postura surpreendeu o adversário, que quando se deu conta já estava perdendo a parcial por 14 x 11.

Apesar da reação do Air Ball, o Basket Maré continuou a frente no marcador e foi para o intervalo vencendo por 32 x 20.

3º Período:

Se o segundo quarto foi bom, o terceiro foi ainda melhor. Comandados por Vinicius Gomes e David Pinto, o BMC Air Ball cortou ainda mais a vantagem adversária. Fato que acabou por exigir mais intensidade do Basket Maré, que por sua vez teve em Matheus Gil jogadas de segurança, para com muito trabalho manter-se à frente e fechar vencendo por 46 x 41.

 

4º período:

Apesar da reação gigante, e das grandes atuações de Vinicius Gomes e David Pinto, o BMC Air Ball não foi capaz de bater o Basket Maré, que em uma partida de altos e baixos liderou a partida de ponta a ponta e garantiu mais uma vitória (66 x 50), que os deixa muito bem na classificação, e com a cabeça voltada para os playoffs.

 

Destaques:

Ector Aragão (Maré): 24pts, 7reb, 1ass, 1rou e 1toc;

João Paulo (Maré): 6pts, 10reb e 3toc;

Eduardo (Maré): 2pts, 10reb e 3toc;

David Pinto (BMC): 8pts, 19reb e 1ass;

Vinicius Gomes (BMC): 14pts, 6reb, 3ass e 4rou.

A segunda partida do dia no complexo esportivo Miécimo da Silva aconteceu entre FBMRJ e Campo Grande Spartans.

cg x fbmrj

O Jogo:

1º Período:

Desde a primeira posse de bola o FBRJ deixou claro que o seu jogo se concentraria em pôr a bola nas mãos de seu principal jogador, Rafael Pougy.

Do outro lado o Campo Grande Spartans entrou na partida ligado nos 220 volts. Empurrados pelo seu técnico,  Serjão o Campo Grande trabalhou bem a posse de bola e liderou de ponta a ponta pra fechar a frente, 16 x 14.

 

2º Período:

O segundo quarto se seguiu com o mesmo nível de intensidade do primeiro, com o Campo Grande Spartans mantendo o basquete coletivo e distribuindo bem as bolas e o FBMRJ liderado por Rafael Pougy que a essa altura ja tinha duplo duplo.

Melhor para os Spartans que fechou a frente vencendo por 36 x 30.

 

3º Período:

Apesar de não ter banco pra rodar a equipe o FBMRJ pode contar com a subida de produção de Diogo Freire pra virar a partida e levar para o último quarto uma vantagem de quatro pontos (47 x 43).

 

4º Período:

Na frente no marcador o FBMRJ passou a jogar com muito mais moral e soube controlar o jogo e suportar muito bem a pressão do adversário que a 5 minutos do fim, já parecia não ter forças pra cortar a curta (oito pontos) vantagem adversária.

No final uma bela vitória do FBMJ (63 x 52), com direito ao primeiro triplo duplo da temporada assinalado pelo seu principal jogador Rafael Pougy (25pts, 23reb, 10ass).

Destaques:

Rafael Pougy (FBMRJ): 25pts, 23reb, 10ass e 1rou;

Diogo Vilhena (FMBRJ): 18pts, 7reb, 5ass e 2rou;

Bernado Larreta (FBMRJ): 12pts, 7reb, 1ass e 5rou;

Luis Felippe (Spartans): 9pts, 14reb, 1ass e 3rou;

Marcos Javan (Spartans): 22pts, 5reb e 2ass;

Ubirajara (Spartans): 2pts, 4reb, 1ass, 1rou e 1toc.

Quinta, 17 Agosto 2017 20:54

Liga B no Miécimo da Silva

Written by

No próximo domingo (20/8), com o apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Subsecretária de Esportes e Lazer, Patrícia Amorim e do Diretor do Centro Esportivo Miécimo da Silva, Thiago Barros, a Liga Super Basketball realizará dois jogos da Liga B, a liga de acesso ao Campeonato Estadual Amador, no Centro Esportivo Miécimo da Silva.

No primeiro jogo, teremos o confronto do Basket Maré contra o BMC Air Balls, este jogo é de suma importância para o BMC Air Balls, que precisa vencer os dois jogos restantes, para que, dependendo de outros resultados, consiga a sua classificação no grupo A. Enquanto o  Basket Maré, que conta com a dupla Matheus Amorim e Erick Aragão, ambos com média de 19 pontos por jogo, se vencer, já confirma a sua classificação para os playoffs.

Segunda, 14 Agosto 2017 18:45

Meriti Falcons vence dentro e fora de quadra

Written by

No sábado (12/08), a Vila Olímpica de Mesquita recebeu mais uma partida da Liga B e o NBR/Campos de Goytacazes enfrentou o Meriti Falcons. Veja como foi a partida.

meriti 1

RESUMO DO JOGO

Antes de falarmos propriamente da partida, vale ressaltar os trabalhos desses dois times. O time do NBR vem de longe para jogar partidas na capital e luta contra as dificuldades que a sua cidade encontra.

Mas se falarmos de superação, um dos primeiros times que devemos lembrar, é o do Meriti Falcons. O projeto que retirou esses jovens do risco de ir para o “caminha errado” e incluindo eles em um esporte, merece toda a atenção.

Mesmo não tendo lugar fixo para treinos e até mesmo “brigando” por seu espaço em praças de São João de Meriti (Baixada Fluminense). O projeto mostra a cada dia, que o esporte aliado a educação, é fundamental para o jovem. O Meriti Falcons nos dá uma lição diária nesse sentido.

Fazer um projeto em um país que as diferenças sociais estão cada vez ao nosso lado, só nos mostra que basta querer. Vendo pelo lado esportivo, é prazeroso ver o que o esporte proporciona a esses jovens. Conversando com o idealizador, ele já disse que a equipe deve montar times de base. É o basquete respirando meus amigos e isso é um orgulho enorme para a Liga Super Basketball.

Esses jovens vão ser atletas profissionais? Não sabemos. Viverão de basquete? Não sabemos.

Mas podemos afirmar, que essa experiência está mudando a vida de cada um. Pode ter certeza disso. A cada passo dado em quadra, a cada arremesso tentado, a cada vitória comemorada, a cada derrota sentida como se fosse numa final, o Meriti Falcons saberá que sempre será um vencedor. Pois no jogo da vida real, a equipe da baixada fluminense segue ganhando de lavada.

Mas depois dessa introdução, vamos falar da partida...

As duas equipes entraram em quadra precisando da vitória para buscar uma colocação melhor no campeonato e a partida equilibrada que todos esperavam, não aconteceu.

O NBR começou errando muito a construção do ataque e quando conseguia armar a jogada, a conclusão estava longe da ideal. A equipe perdia arremessos importantes no ataque e teve muita dificuldade para encaixar a sua defesa.

Pelo lado do Falcons, vimos uma equipe buscando o jogo todo no perímetro. Mas diferente do seu adversário, a conclusão estava excepcional. Matheus da Silva acertou 5 de 9 arremessos de 3 pontos, cerca de 55% de acerto.

Vale ressaltar, que a equipe toda terminou com 10 bolas de 3 pontos, então mostra como o Matheus foi importante nesse quesito.

O primeiro tempo terminou com o Falcons vencendo por 32-12 e já mostrava qual seria o ritmo do segundo tempo.

Na volta do intervalo, o NBR ainda errava na conclusão e agora tinha enormes dificuldades para escapar da defesa pressão do Falcons.

Se no primeiro tempo o NBR ainda conseguia criar algumas oportunidades, esse segundo foi um domínio da equipe de Meriti. O Lucas Corsino foi o grande destaque da equipe, terminando com 15 pontos e 14 rebotes.

Pelo lado do Meriti, as bolas seguiam caindo na cesta adversária e parecia que não iria parar. Matheus Silva (17 pontos) e Marlon Douglas (16 pontos e 12 rebotes), foram os grandes destaques do time da baixada fluminense.

No fim, o Meriti Falcons saiu da Vila Olímpica de Mesquita com uma ótima vitória por 61-36.

Página 7 de 8
Top