macaeepic

Em jogo disputado no domingo passado no Sport Club Anchieta, o time do Macaé Epics visitou a equipe da casa e conseguiu uma ótima vitória por 87-68. A equipe de Macaé mostrou o seu bom poder ofensivo em toda a partida e com uma defesa consistente, não teve dificuldades em conseguir o placar favorável. O grande cestinha do jogo foi o Matheus da Silva com 36 pontos em puco mais de 24 minutos que ele ficou em quadra.

Veja alguns lances do jogo e a entrevista com o Matheus.

IMG 20180624 125552219

Na partida válida pela Liga B no Sport Club Mackenzie, o time do CAARJ enfrentou o ABA/Campos. No final, o time do CAARJ venceu por 69-44.

Esse foi o confronto entre duas equipes que participam pela primeira vez da Liga Super Basketball e vem tendo um bom desempenho em seu primeiro ano.

Mas em quadra, essa ligação foi deixada de lado e vimos um time se sentir mais confortável em toda a partida como se jogasse em casa. A equipe do CAARJ conseguiu desde o começo ser mais eficiente nos seus ataques e quando a equipe começou a sentir alguma dificuldade com as boas jogadas que o Diogo Avelino (10 pontos e 8 rebotes) fazia dentro do seu garrafão, buscou no Rodrigo Lima (24 pontos) a segurança necessária para se manter na frente em toda a partida.

As duas equipes buscavam sempre pontuar na curta e média distância, mas o time do CAARJ conseguia forçar o ABA a fazer infiltrações centrais e quando a equipe contra-atacava, usava bem a rápida transição do Rodrigo para pegar os espaços defensivos do time do Campos ainda expostos. Com a transição sendo bem-feita e o time conseguindo fazer uma boa movimentação sem bola, o CAARJ não teve problema para abrir uma boa vantagem no placar e conseguir essa ótima vitória.

vrb

Na partida válida pela Liga B no Sport Club Mackenzie, o time do VR Ballers enfrentou o Drink Team. No final, o time do VR Ballers venceu por 77-55.

Essa era uma das partidas mais esperadas do dia. As duas equipes vinham de vitória no grupo C da categoria e brigavam para ver quem conseguiria aumentar a sua sequência de vitórias.

Nada mais do que o normal, os dois times se estudarem bastante no início da partida e foi isso que aconteceu. As duas equipes apostavam em jogadas que resultavam arremessos do mid-range e infiltrações laterais, para que conseguissem pontuar. O primeiro tempo nenhuma das duas equipes conseguiram abrir uma grande vantagem, mas a segunda metade do jogo nos mostrou quem sairia vencedor do jogo.

O time do VR Ballers voltou bem melhor do intervalo e rapidamente, começou a acionar bem o pivô Silvio Adriano (15 pontos e 14 rebotes). O time conseguia identificar uma falha na marcação adversária, principalmente quando o pick and roll funcionava. O Drink Team parecia que não conseguia encaixar a sua defesa e viu o pivô e os alas do VR Ballers explorarem bem a falta de compactação.

Com um placar de 41-22 no segundo tempo, o time de Volta Redonda conseguiu uma vitória importante no grupo e que deixou ele na segunda posição.

Sem título

Na partida válida pela Liga B no Sport Club Mackenzie, o time do ABA/Campos enfrentou o RJ Sharks. No final, o time do ABA venceu por 55-38.

A partida começou com as duas equipes brigando para quem conseguia impor o seu ritmo. O time de Campos aos poucos foi mostrando que conseguiria controlar o jogo se usasse o seu trabalho no low post, principalmente com o Diogo Avelino (17 pontos e 8 rebotes).

As jogadas do ABA não precisavam muito de uma rotação ofensiva intensa, mas somente com uma sequência de três movimentações, já era suficiente para a equipe conseguir encontrar espaços defensivos do Sharks. Esse trabalho aliado a uma boa eficiência no ataque e erros de passes do adversário, fez com que o time controlasse todo o jogo, chegando a equipe fazer 21-9 no último período.

O Sharks mostrou muita dificuldade me construir uma sequência de jogadas. O time pecava nos passes curtos e a transição defesa-ataque, não eram rápidos o suficiente para pegar a defesa adversária vulnerável. Mesmo o Eduardo Camacho (13 pontos) sendo o cestinha do time, a equipe não conseguiu evitar a derrota para o ABA/Campos.

IMG 20180624 180552434 LL

Na partida válida pela Liga B no Sport Club Mackenzie, o time do Nacional enfrentou o Basquete UERJ na última partida do dia. No final, o time do Nacional saiu vencedor por 46-39.

O jogo não foi um primor técnico, mas vimos duas equipes entregando o máximo de si e emoção foi o que não faltou no final.

Os dois times desde o começo da partida, se estudavam o máximo e conseguiam criar boas jogadas. Mas a finalização era o que faltava estar calibrada. A UERJ foi mais eficiente nos seus ataques e com um bom desempenho do Ramiro Yvens (11 pontos e 6 rebotes), o time conseguiu estar na frente nos três primeiros quartos.

Mas o Nacional nunca deixou o time da UERJ se afastar muito no placar e isso foi fundamental para a parte final do jogo.

Antes do último quarto começar, o jogo estava tenso e o clima era de uma certa rivalidade. Já que o Nacional conta com jogadores da UFRJ. Essa tensão, foi decisiva para o resultado final.

O time da UERJ mesmo liderando boa parte do jogo, viu os seus jogadores perdendo o foco no último período por situações bobas. O nervosismo fez com que os jogadores cometessem faltas bobas e perdessem cestas que não perderiam em situações normais. O Nacional não tem nada a ver com isso e rapidamente aproveitou esse mal momento do adversário e além de empatar a partida, conseguiu virar o jogo na metade do período. A partir da virada, o time conseguiu controlar o ritmo e não foi mais alcançado.

O destaque do Nacional foi o Gabriel Ribeiro com 16 pontos.

tb

O final de junho está chegando e a Liga B está mais disputada do que nunca. Essa é uma das categorias mais imprevisíveis da Liga Super Basketball (LSB), onde praticamente não existe favoritos. Mas alguns times estão fazendo bem o trabalho dentro de quadra, como o Queimados Warriors, The Brothers e o Jequiá.

Os três times são os únicos invictos depois de cinco jogos entre os 39 times da Liga B. Algo impressionante a essa altura do campeonato.

A equipe do Queimados lidera o grupo C com seis vitórias. O grande destaque do time é o ala Gabriel da Silva, que tem médias de 17.8 pontos e 5.7 rebotes em seis jogos. Vale ressaltar, que o time do Warriors foi uma das equipes que mais trouxeram novos jogadores e entram forte para a briga pelo título e acesso ao Estadual Amador.

O time do The Brothers é mais uma equipe que não perde a cinco jogos pelo grupo D, mas o time não lidera o grupo pois o Jequiá tem um jogo a mais. O ala Daniel Maciel é o destaque do The Brothers com médias de 14 pontos, 8 rebotes, 4 assistências e 3.4 roubos de bola nos cinco jogos.

Pelo lado do Jequiá, o time da Ilha do Governador tem como o destaque o pivô Daniel Pantoja com 13.5 pontos e 7.5 rebotes em seis jogos. A equipe segue líder no grupo e o confronto entre as duas equipes invictas devem acontecer no dia 15/7. Será que até lá os dois times vão estar invictos? E o Queimados Warriors vão conseguir terminar a temporada regular como líder e até invicto do seu grupo? Só o tempo pode nos dizer!

IMG 20180605 WA0052

A temporada de 2017 foi um ano para ser esquecido para os torcedores do Anchieta Fears. Depois de ser rebaixado de forma melancólica no Estadual Amador e não conseguir o acesso da sua equipe B para a principal categoria da Liga Super Basketball, o tradicional time do Anchieta vê esse ano de 2018 com outros olhos.

A equipe atualmente está na terceira posição do grupo A da Liga B e só não está na primeira posição, pois tem 2 jogos a menos do que São Gonçalo e VQN que estão na frente da equipe da Zona Norte.

Além de fazer uma boa temporada, o time do Fears ainda está contando com um bom rendimento das aquisições para essa temporada. O jovem Miguel Damascena está com médias de 11.7 pontos, 2.5 rebotes e 2.5 assistências em 4 partidas. Porém, o maior destaque fica para o experiente Roberto Ferreira. Ele tem médias 28.6 pontos, 9.3 rebotes, 4.6 assistências e 6.3 roubos de bola em 3 partidas.

Os dois ajudaram a equipe vencer quatro em cinco partidas jogadas. O time aos poucos vai ganhando forma e mostrando que entra forte na briga pelo acesso.

Será que teremos o grito de guerra “1,2,3 Anchieta Litrão” no Estadual Amador em 2019?

nict

Na última partida no Mackenzie, o Nictheroy Ballers enfrentou o Belford Uderdogs e venceu o jogo por 55-45. Mesmo oscilando boa parte da partida, o time do Nictheroy fez impressionantes 23-4 no último período e conseguiu uma ótima vitória. O destaque do jogo foi o Bruno da Silva com 21 pontos, 12 rebotes e 4 roubos de bola.

Veja lances da partida e a entrevista com o Bruno.

IMG 4668 2

Pela Liga B, o The Brothers enfrentou o Athletic Meriti e conseguiu uma ótima vitória por 73-40. A equipe comandada pelo Flávio Luiz (16 pontos), dominou todos os quartos. Principalemnte jogando mais próxima a cesta. O time também conseguiu 46 pontos dos jogadores que vieram do banco, diferente do Meriti, que conseguiu apenas 27.

No final da partida, eu conseversei com o Thiago Clarense (10 pontos e 9 rebotes)

rappers vom

Pela Liga B, o Rappers enfrentou o Rio Sports Club na Vila Olimpica de Mesquita e conseguiu uma ótima vitória por 52-31. O destaque da vitória foi o Fernando Mrins com 17 pontos.

Veja algumas jogadas da partida.

Página 2 de 8
Top