macaeepic

Em jogo disputado no domingo passado no Sport Club Anchieta, o time do Macaé Epics visitou a equipe da casa e conseguiu uma ótima vitória por 87-68. A equipe de Macaé mostrou o seu bom poder ofensivo em toda a partida e com uma defesa consistente, não teve dificuldades em conseguir o placar favorável. O grande cestinha do jogo foi o Matheus da Silva com 36 pontos em puco mais de 24 minutos que ele ficou em quadra.

Veja alguns lances do jogo e a entrevista com o Matheus.

Published in Liga B

vqn1

Na Arena de Deodoro, o Macaé Epic enfrentou o VQN. A equipe do Macaé Epic começou o jogo vendo o time do VQN propondo o ritmo da partida. Porém, com 6 bolas de 3 pontos contra nenhum do VQN e com somente 17 erros, a equipe conseguiu superar o VQN por 66-49. O Matheus Massena fez 20 pontos, 9 rebotes e 5 roubos de bola, sendo o destaque do jogo.

Veja lances da partida e a entrevista com o Matheus.

Published in Liga B

Outra partida que de abertura da série ocorreu entre São Gonçalo Basquetebol e Macaé Epic.

As duas equipes foram a Vila Olímpica de Mesquita medir forças, na busca de uma vaga para as quartas de final da LIGA B.

Sao gongo x maca jogo 1

O jogo

1º Período

A partida começou bastante pegada, com muitas disputa física, com os jogadores tendo que lutar para fazer valer a posse de bola.

Melhor para o São Gonçalo Universo que com uma defesa sufocante conseguiu explorar os contra ataques para pontuar e carregar os adversários em faltas.

Com isso o São Gonçalo terminou à frente 21 x 13.

2º Período

Com excelente controle da partida o técnico do São Gonçalo conseguia rodar toda a sua equipe sem que com isso tivesse prejuízo no domínio estabelecido sobre  o adversário.

Sem encontrar contramedida para o domínio do adversário o Epic foi para o intervalo tendo que lidar com uma desvantagem de 37 x 23.

3º Período

Com o início do segundo tempo de jogo o Macaé trouxe um pouco mais de agressividade a sua defesa, fato que em um primeiro momento tirou a fluidez do ataque adversário, contudo não foi o suficiente pra trazer uma mudança considerável ao placar.

Esse novo aspecto mudou a cara do jogo, inflamando atletas de ambos os lados. Novamente coube ao São Gonçalo Universo retomar as rédeas da partida se impondo com.uma enterrada monstruosa de Gustavo Almeida.

Por tudo isso o São Gonçalo fechou a frente por 52 x 31.

4º Período

Com a vantagem estabelecida coube ao São Gonçalo administrar a partida e garantir a vitória por 63 x 40 na abertura da série de oitavas de final.

Destaques

Felippe Rodrigues(São Gonçalo): 7pts, 5reb, 4ass, 5rou e 1toc;

Paulo Renato (São Gonçalo): 9pts, 2reb, 3ass e 5rou.

Published in Liga B

A segunda partida do dia no Complexo Esportivo Miécimo da Silva, aconteceu entre o Baskeire e o Macaé Épic. Jogo 2 da série de primeira rodada dos playoffs da LIGA B.

No jogo 1 o Baskeire saiu vitoriosos em uma excelente atuação da dupla Guto e Guilherme.

BASKEIRE X MACAÉ

O jogo:

1º Período

A bola subiu e pudemos observar uma diferença de postura das duas equipes. O Baskeire apresentava, certa apatia, aparentando saber de seu favoritismo, à medida que realizava as ações com baixa intensidade e concentração, como quem pudesse resolver o jogo sem suar. Enquanto o Macaé, chegou com a faca nos dentes, mordendo a cada bola, apresentado a postura que se espera de uma equipe que joga pressionada pela possibilidade da eliminação.

A postura do Macaé rendeu ótimos frutos o time comandado pelo “liso” Marcos Marques cortava a defesa do Macaé com muita facilidade o que permitiu o time a fechar o primeiro quarto vencendo por 23 x 8.

 

2º Período

Com seu  melhor jogador no banco, o Macaé viu a defesa do Baskeire se apresentar pro jogo o que mudou um pouco a dinâmica da partida. Alavancados por uma boa defesa o time laranja entrou no jogo, deixando de lado a apatia do início do jogo.

A mudança do panorama da partida se deve e muito as alterações realizadas por ambos os técnicos, por Marcos Marques no banco, custou caro ao Macaé, o que se agravou pelo fato da entrada de Guilherme no Baskeire, ter mudado a postura da sua equipe. Esse panorama obrigou o Macaé a parar o jogo e voltar com seu principal jogador para o fim do primeiro tempo.

Apesar da volta de Marcos, nem o Macaé, nem o Baskeire eram mais os mesmos e os times foram para o  intervalo com o placar marcando 36 x 32 para o Macaé.

 

3º Período

O segundo tempo começou como terminou o primeiro, com uma crescente do Baskeire, que o Macaé lutava para controlar.

Quando o empate parecia iminente, eis que surge um toco fenomenal de Pablo tavares, que nova os ânimos do time de Macaé, impulsionando-os novamente no placar.

Apesar de todos os esforços do Baskeire em reverter o quadro, o times foram para o último quarto com o Macaé vencendo por 59 x 50.

 

4º Período

A equipe do Macaé entrou no último período com, uma defesa individual contra a qual o Baskeire teve muita dificuldade de jogar. Ainda que o mix match fosse altamente favorável, sobretudo no perímetro, o Baskeire acabou por selecionar muito mal os arremessos, chutando quase sempre pressionados e desequilibrados.

Esse panorama obrigou o Baskeire a parar o jogo na tentativa de se reorganizar. No entanto, muito embora o Baskeire realmente tenha realmente melhorado um pouco o pedido de tempo fez muito melhor ao Macaé, que passou a pressionar ainda mais conseguindo ótimas defesas e alguns contra-ataques que permitiram a equipe de Macaé abrir 15 pontos de vantagem no marcador.

Com o placar encaminhado, jogo três garantido, coube ao Epic apenas administrar o placar, final de jogo: 71 x 57, e promessa de jogão em mais um jogo 3.

 

Destaques:

Gabriel (Macaé Épic): 28pts, 4reb, 4ass e 3rou;

Pablo Tavares (Macaé Épic): 12pts, 16reb, 5ass e 4toc;

Marcos Marques (Macaé Épic): 14pts, 1reb, 10ass e 5rou;

Guilherme (Baskeire): 18pts 6reb e 8ass;

Adeilson (Baskeire): 11pts, 10reb e 4rou.

Published in Liga B

Neste domingo dia 30 de julho o ginásio da Universo São Gonçalo foi o palco para uma importante partida do grupo D da Liga B. Tanto Macaé Epic quanto Cascadura Ducks entraram em quadra com chances matemáticas de terminarem na liderança do grupo.

 macae epic squad

O Jogo:

1º Período:

A partida começou muito corrida com ambas as equipes queimando rapidamente os arremessos e amassando o aro em decorrência disso.

No entanto bastou o Gabriel Lontra abrir o marcador com o um tiro de 3 pontos pra colocar o Macaé nos eixos e comandar uma corrida de 7 x 0.

O técnico do Cascadura, Matheus Oliveira até que esperou o time se arrumar em quadra, mas quando viu o adversário abrir 11 x 2 parou o jogo para estancar o sangramento.

A bronca não surtiu efeito faltavam 4 minutos pro fim quando finalmente o Cascadura encontrou o caminho da cesta.

Com isso foi a vez do Macaé voltar a se desentender com o aro, permitindo que os Ducks reagissem e em uma cesta de Daniel Zeitune à 15 seg do fim, cortasse a vantagem para apenas 2 pontos.

2º Período:

Vantagem disseminada, ambas as equipes receberam instruções o que se esperava para o segundo quarto era o que as equipes tinham de melhor correto?

Contudo o que se viu beirou o show de horrores, as equipes potencializaram o que de pior tinham feito e conseguiram a proeza de fechar o quarto com o placar parcial de 6 x 4 para os Epics, 21 x 17 no agregado.

3º Período:

Na volta do intervalo vimos uma reprise do primeiro quarto com o Macaé abrindo na frente o Cascadura correndo atrás do prejuízo e baixando a diferença no final.

Contudo o placar agregado somava 35 x 29 para os Épics exigindo uma mudança de postura da equipes de Cascadura na etapa final.

4º Período:

Quem esperava uma grande atuação dos Ducks se surpreendeu com o magnifico último período do Macaé Epics.

Comandados por Marcus Philippe o time praiano atropelou o adversário e confirmou uma vitória importante o consolidou na briga pela liderança. Final 63 x 43.

Destaques:

Marcus Philippe (Macaé Epics): 22pts, 8reb, 4ass, 1rou e 3toc;

Lucas de Oliveira (Macaé Epics) 8pts, 17reb, 5ass, 1rou e 2toc;

Gabriel Lontra (Macaé Epics): 13pts, 3reb, 1ass, 1rou e 1toc;

Guilherme Horta (Cascadura): 27pts, 10reb, 2ass, 2rou, 2toc.

Published in Liga B
Top