Na última temporada Gabriel Dutra foi o técnico mais premiado da LSB, campeão no Feminino, vice campeão no Campeonato Estadual Amador, eleito melhor treinador em ambas as competições, apesar desta e de outras honrarias Gabriel Dutra e o Municipal tiveram que lidar com uma grande frustração. Depois da grande expectativa que se criou pelo título do Campeonato Estadual Amador, em razão da excelente campanha do Municipal na fase regular da competição. A derrota na final para o Kobras adiou o sonho da equipe tijucana e de seu treinador que agora entram na temporada em uma condição de favoritismo.

municipal

Por tudo isso, tive a oportunidade de bater uma papo com o treinador sobre suas expectativas para a temporada 2018:

 

Diogo Aquino: Já abriu a temporada com um título (o Municipal venceu o Big 4, torneio preparatório para a temporada). É o primeiro de muitos?

Gabriel Dutra: Espero que sim, foi legal ontem, foi um jogão, passamos um perrengue, quase não deu pra virar no final.

 

DA: Com a chegada das novas peças, você acha que vai conseguir chegar ao mesmo nível de desempenho coletivo que atingiu na temporada passada:

GD: Eu acho que o time ainda não é melhor que o do ano passado, mas acho que vai ser. Mais intenso, mais rápido eu acho que dá pra ser melhor.

 

DA: Desejo boa sorte na temporada, você tem mais material humano agora, mas isso não torna o caminho pra conquista do título mais fácil né?

GD: O objetivo é esse, ter profundidade no elenco.

 

DA: Na temporada passada você teve alguns problemas pra treinar, nesta temporada acredita que terá mais condições de preparar sua equipe?

GD: Espero que sim, diminuímos categorias pra podermos trabalhar numa realidade melhor. Não pra trabalhar menos, mas para trabalhar melhor dentro da nossa realidade,

 

DA: Novamente muito obrigado por dispor seu tempo pra me atender.

GD: Nada, se precisar é só chamar.

Published in Estadual
Quinta, 22 Fevereiro 2018 19:33

Olhar do Jogo - Gabriel Dutra

Sem título

A Liga Super Basketball possui uma nova série de textos chamado Olhar do Jogo. Nessa série, vamos conversar com atletas ou técnicos que se destacaram na temporada passada ou participaram de times que chamaram a atenção.

Nesse texto, vamos conversar com o treinador Gabriel Dutra do Club Municipal. Além de uma ótima campanha na temporada passada com o time adulto, em que não perdeu nenhum jogo em casa e terminou com o vice-campeonato, Gabriel conquistou os títulos do sub-18 e do Livre Feminino.

Sobre a equipe feminina, foi a conquista mais “inesperada” por todos. Pois o time entrou como um azarão, cheios de jovens talentos e que iriam amadurecer o suficiente ao longo do campeonato. Claro que a conquista passa muito pela mão do treinador, que mostrou estar preparado estrategicamente para cada oponente, dando um nó tático na final contra o bom time do Impacto.

Veja como foi o terceiro jogo da final, disputado no Sport Club Mackenzie:

https://www.youtube.com/watch?v=xvNnMlRosbU

Gabriel e o Municipal fecharam o ano de forma positiva e agora resta pensar nesse novo ano.

Por isso ele nos falou sobre a nova temporada e comentou sobre a temporada passada.

Confira a entrevista completa.

Liga Super Basketball - Você foi campeão do feminino, sub-18 e vice no masculino. No início da temporada, você acreditava que a temporada terminaria dessa forma?

Gabriel Dutra“Não, sabíamos que iriamos vir forte no Masculino Adulto, no feminino começamos o ano como 4ª ou 5ª força na minha opinião. Tivemos adições importantes durante o campeonato e meninas foram amadurecendo e subindo de produção durante o ano, acredito que foi um conjunto de coisas.  No sub-18 perdemos um jogo na classificação para o Sul Americano e fomos forçados a vencer o Botafogo (franco favorito na minha opinião) fora de casa e em uma grade partida nossa, vencemos na prorrogação”.

LSB - Quais pontos você acha que foram fundamentais para o crescimento das três equipes?

Gabriel – “Acredito muito em trabalho, somos um time. Acredito muito na minha comissão técnica. Estudamos adversários e trabalhamos muito forte e de forma unida”!

LSB - Já estamos em um novo ano, nos fale qual a principal mudança da sua equipe adulta e o que você espera dela?

Gabriel – “Apresentaremos uma equipe mais jovem e atlética nesse ano. Tivemos perdas mas tivemos boas adições, tanto no masculino como no feminino. O objetivo é chegar nas semifinais, estando lá é outra história, outro campeonato”!

LSB - Sobre as outras duas equipes, você imagina que devem continuar com o bom rendimento esse ano?

Gabriel – “Devido a Liga ser sub 18, estamos preparando uma equipe somente para idade, estamos investindo nisso e ano passado já colhemos resultados. No Feminino adicionamos ao mesmo tempo experiência e talento, e se o time encaixar de novo teremos uma grande equipe. O mais importante é o time crescer e ter o pico de rendimento na hora certa”.

LSB - Você foi considerado o melhor técnico do adulto e um dos melhores de toda a LSB. Qual o segredo do seu sucesso?

Gabriel – “Costumo dizer que sucesso só vem antes do trabalho no dicionário. Somos todos loucos por basquete, temos o privilégio de trabalhar com o que amamos. Estudamos clínicas, jogos em todos os níveis, e acho que hoje sou o técnico que mais comando jogos no RJ, o que é a minha grande paixão. Credito isso novamente a minha comissão técnica e todos os amigos técnicos que já trabalhei. Experiências boas ou ruins são sempre um aprendizado, e parabéns a LSB pelo constante crescimento”.

IMG 20180222 WA0017

Published in Estadual
Top