oasis

Na última partida do dia no Mackenzie, o time do Oásis/FGS enfrentou o bom time do LDJ. Oásis conseguiu controlar bem o ímpeto do LDJ, equipe que chegou nas semifinais no ano passado e terminou com uma boa vitória por 80-54. Mais uma vez, o destaque da partida foi o Victor Hugo. O shooting guard Victinho, como é conhecido, terminou a partida com 19 pontos, 4 rebotes e 5 roubos de bola.

Veja alguns lances da partida e o que o Diego Conceição, que terminou com 15 pontos e 13 rebotes, falou sobre essa vitória.

VP

Na terceira partida do dia no Mackenzie, a equipe do Vila da Penha entrou em quadra para manter a sua boa fase e enfrentar o AVBN Niterói. Com um primeiro tempo suficiente para abrir uma boa vantagem, o time do Vila da Penha venceu o AVBN por 82-61. O destaque do jogo, foi o power forward Jefferson Barbosa. Ele terminou a partida com 17 pontos, 4 rebotes e 4 assistências.

Veja alguns lances da partida e o papo que eu bati com o armador David Brito.

Hoops

No Sport Club Mackenzie, a equipe do Hoops enfrentou o Laranja Mecânica em mais uma rodada do Estadual Amador. A partida foi muito disputada até o final e no fim, o Laranja Mecânica conseguiu segurar a vantagem de um ponto e venceu por 50-49. O Gustavo Keoma do Laranja Mecânica, foi o grande destaque da equipe. Terimando a partida com 14 pontos, 4 rebotes, 7 assistências e 4 roubos de bola.

Veja alguns lances da partida e a entrevista que eu fiz com o Keoma.

DSC 0369 edited

Na Arena de Deodoro, o time Maxx Mackenzie enfrentou o Perphorma em mais uma partida do Estadual Amador. O jogo começou bem disputado, mas com um segundo quarto avassalador (21-7), a equipe do Méier conseguiu abrir uma boa vantagem e consolidar a vitória por 75-52. O grande destaque do jogo foi o Ravi Pereira, que terminou a partida com 20 pontos, 11 rebotes e 4 assistências.

No final, eu conversei com o treinador Felipe Alexandre e ele falou um pouco sobre essa boa vitória.

3 rios

Na única partida do estadual em Deodoro, a equipe de 3 Rios conseguiu uma ótima vitória em cima do Mackenzie. A equipe comandada pelo Pipe, veio de derrota para o Kobras e conseguiu se recuperar contra o time do Méier. Se por um lado teve uma recuperação, por outros, o time do Mackenzie tem mais uma derrota no Estadual e ainda não mosrou a reação que todos esperam

O grande destaque do jogo foi o armador Guilherme Ferreira que terminou a partida com 17 pontos e 5 rebotes. No final, eu conversei com o treinador Pipe e ele falou sabre a importância dessa vitória.

Quinta, 12 Abril 2018 10:46

Kobras emplaca terceira vitória

Written by

Neste Domingo, em rodada realizada na  Arena de Carioca 3,  em parceria com a Subsecretaria do Legado Olímpico, o time do Kobras venceu a equipe do Jacarepaguá T.C. por 65 X 52, em partida válida pelo Campeonato Estadual Amador.

 

IMG 9227 opt

 

O time do  Jacarepaguá entrou  em quadra na busca de conter os ataques do atual Campeão, mas com 3 minutos de jogo o placar já marcava 9 X 0 , para a equipe de Cabo Frio/ Macaé ,que foi mantendo a diferença conseguida e no final do primeiro período, vencia por 21 X 13.

No segundo período a equipe do Jacarepaguá foi diminuindo a diferença , conseguindo diminuir para 2 pontos quando faltavam 3 minutos e 13 segundos para o término do período , após uma bandeja do João Bosco; mas o Kobras acertou sua marcação e terminou o período vencendo por 33 X 26.

 O terceiro período foi marcado pela tentativa de reação do Jacarepaguá,  que não conseguiu manter a reação e com isso o placar do período terminou 54 X 45 , para a equipe do Kobras.

No quarto período, a equipe do Kobras, conseguiu manter a diferença e administrar o placar, dominando os rebotes defensivos, onde o foi fundamental a atuação do Marcelo Henrique que pegou neste período 5 rebotes defensivos ( de um total de 13 rebote na partida ), e com isso o Kobras terminou vencendo por 65 X 52.

O cestinha da partida foi o João Bosco da equipe do Jacarepaguá com 18 pontos, seguido pelo Álvaro Augusto da equipe do Kobras com 15 pontos.

mun

A temporada regular da Liga Super Basketball (LSB) está só começando, mas as primeiras rodadas já nos mostram que essa temporada promete muito e pensamos em pelo menos, três motivos para você ficar de olho no Estadual Amador 2018.

QUEM PARA O KOBRAS?

kobras

Os atuais bicampeões da categoria, começaram bem o ano. Bem verdade que o primeiro jogo foi um W.O do Bad Angels, mas a segunda partida foi um dos confrontos mais esperados no grupo, contra o forte 3 Rios Basketball. O time de Thiago Binato, Marcelão, De Medeiros entre outros, foi pressionado boa parte do jogo, mas no fim conseguiu uma boa recuperação e terminou a partida com uma ótima vitória.

O time passou por algumas reformulações. Perdeu três jogadores e o treinador para a Liga Ouro, mas trouxe alguns reforços como o Rubens Martinelli. Mas com o time que já se acostumou a chegar longe no Estadual e começou o campeonato com o pé direito, fica a pergunta: quem para o Kobras?

PODEMOS TER SURPRESAS

vil

Ano passado, o LDJ foi a grata surpresa no Estadual Amador. Não falo isso, pois ser um time ruim. Mas era consenso que o time não era um dos favoritos da categoria e não se imaginava que iria chegar até as semifinais. Mas será que nesse ano teremos mais surpresas?

Fica a pergunta no ar. Uma coisa a certa, esse ano promete fortes emoções.

O USO DE PALCOS OLÍMPICOS

622 84affddb 3788 307a 82ca 8245142d83f0

Essa foi uma das grandes vitórias da Liga esse ano. Você que está lendo esse texto, já imaginou que algum dia na sua vida que o colega do seu bairro iria jogar na mesma quadra que passaram Kevin Durant, Milos Teodosic, Varejão, Luis Scola e entre outros? Você já imaginou que a sua amiga iria jogar no mesmo palco que a Elena Delle Done, Diana Taurasi jogaram?

Acredito que não, né? Mas a Liga ao lado da AGLO, estão proporcionando isso aos atletas nessa temporada. Então, você não vai perder os jogos em palcos olímpicos né?

vic

Acho que eu dei bons motivos para você acompanhar o Estadual, então agora só depende de você.

Neste domingo dia 18 de março a Liga Super Basketball pode “invadir” a até então desativada Arena da juventude e dar destinação social e esportiva a mais um legado olímpico. Foram 10 jogos em duas quadras e as estrelas da LSB puderam desfrutar de uma estrutura que flerta com as melhores do basketball mundial.

A segunda partida do dia na quadra 1 aconteceu entre Sport Club Anchieta Fears e The Brothers Basketball. Partida válida pela disputa do terceiro lugar da Copa Baixada.

 

The Brothers x Ancheita

 

O Jogo:

 

A bola subiu e coube ao The Brothers abrir o marcador, com as duas equipes se esforçando em proteger o aro, o Anchieta só conseguiu sua primeira cesta com dois minutos de jogo, mas a primeira cesta, abriu a porteira, catapultados pela entrada de Víctor Yao, o Fears, promoveu uma virada e fechou o quarto vencendo o time de Duque de Caxias, por 14 x 9.

O descanso de um quarto para o outro não fez bem ao Anchieta, que muito embora tenha se mantido combativo na defesa, mantendo a baixa produção ofensiva para o adversário, o time da Zona Norte acabou caindo vertiginosamente de produção ofensiva.

Nessa esteira, muito embora o The Brothers tenha vencido o quarto ainda estava atrás no marcador no intervalo da partida. Quando o Anchieta foi para o intervalo vencendo por 20 x 18.

Na volta do intervalo o The Brothers dá um salto de qualidade, a equipe passa a ter uma produção ofensiva mais altruísta, na mesma medida o Anchieta Fears, passa a ter cada vez mais dificuldade na criação das jogadas, e mantém o péssimo aproveitamento dos arremessos. E é diante deste cenário, com o crescimento latente do The Brothers, e o com o Anchieta, sofrendo com suas carências criativas que as duas equipes entram no último período.

O placar vantajoso, permitiu a The Brothers assumir uma postura, reativa, que aproveitou-se das precipitações do Fears, para contra atacar e matar a partida, por 59 x 40, garantindo o terceiro lugar da Copa da Baixa.

 

Destaques:

MIB (The Brothers): 9pts, 11reb, 1ass, 1rou e 16ef;

Romulo (The Brothers): 16pts, 4reb, 1ass, 2rou, 2toc e 14ef;

Víctor Yao (Anchieta): 11pts, 6reb e 12ef.

Neste domingo dia 18 de março a Liga Super Basketball pode “invadir” a até então desativada Arena da juventude e dar destinação social e esportiva a mais um legado olímpico. Foram 10 jogos em duas quadras e as estrelas da LSB puderam desfrutar de uma estrutura que flerta com as melhores do basketball mundial.

A terceira partida da quadra um foi sem sombra de dúvidas a melhor do dia. E que ainda pode contar com transmissão ao vivo, através do Youtube e do Facebook da Liga Super Basketball.

Kobras e Três Rios se enfrentaram em partida válida pela fase de classificação do grupo A do Campeonato Estadual Amador. O Time do Sul Fluminense foi um dos destaques da temporada passada, enquanto o Kobras é o atual campeão. Ambas as equipes estrearam na competição com vitória e entravam para segunda rodada da competição medindo forças para manter a invencibilidade.


Kobras x Tres Rios

O Jogo:

 

A bola subiu e Iago Fortini garantiu a posse de bola para o time de Três Rios que não demorou pra deixar claro o nível em que iria jogar essa etapa inicial.

O que vimos no primeiro período de jogo foi uma chuva de belos arremessos do time do Sul Fluminense. Se aproveitando de uma defesa do Kobras, que se limitava a fechar o garrafão, o time comandado pelo técnico Carlos Domingues deu mostras de que está muito bem treinado, com um índice de aproveitamento absurdo nos arremessos de média e longa distância.

O baile do primeiro quarto continuou no segundo, muito embora Irwing não poupasse esforços para manter o Kobras na partida, o time de Cabo Frio demorou a entender que precisava mudar a defesa e contestar absolutamente todos os arremessos do Três Rio se quisesse vencer.

O resultado disso foi que os times foram para os vestiários com o Três Rios vencendo por uma boa vantagem, Três Rios 43 x 29 Kobras.

Quando as duas equipes voltaram a quadra, O Kobras mostrou que a conversa no vestiário fez efeito. Impulsionados pela postura defensiva, muito mais agressiva de Guilherme Vasconcellos e Matheusão, o Kobras passa a contestar todos os arremessos do Três Rios, que muito bem organizado não queimava arremessos marcados, e passou a buscar agredir o garrafão do time do Kobras.

Este cenário fez muito bem ao Kobras, acostumado ao jogo físico os atuais campeões passou a ter muito mais êxito na sua defesa, e consequentemente a atacar de forma mais confortável o que permitiu ao próprio Matheusão e ao Marcelão ajudarem Irwing e De Medeiros que até então carregavam a pontuação do Kobras.

A situação desconfortável no ataque gerou uma irritação crescente ao Três Rios. E esse ambiente é extremamente confortável ao Kobras, que venceu os dois últimos quartos por 10 pontos cada um, explorando a irritação do adversário, para garantir, pontos e faltas sem deixar chances para uma nova reviravolta, garantindo uma vitória importantíssima para a temporada.

Final 71 x 64, Kobras segue invicto, e um dos favoritos ao título, enquanto o Três Rios também deixa o seu recado. O Time de Carlos Domingues claramente subiu um degrau e tem tudo pra disputar o título do Campeonato Estadual Amador.  

 

Destaques:

Marcelão (Kobras): 10pts, 17reb, 1ass, 1 toc e 21ef;

De Medeiros (Kobras): 12pts, 6reb, 1toc e 12ef;

Farlley (3Rios): 21pts, 7reb, 2ass, 1toc e 16ef;

Iago (3Rios): 7pts, 11reb, 1rou e 12ef.

Neste domingo dia 18 de março, a Liga Super Basketball pode “invadir” a até então desativada Arena da juventude e dar destinação social e esportiva a mais um legado olímpico. Foram 10 jogos em duas quadras e as estrelas da LSB puderam desfrutar de uma estrutura que flerta com as melhores do basketball mundial.

Talvez o jogo mais aguardado do dia aconteceu entre Bad Angels e Meriti Falcons que realizaram a final da Copa Baixada. Partida que teve transmissão ao vivo pelo youtube e pelo Facebook da LSB.


Bad Angels x meriti falcons

 

O Jogo:

 

A partida começou com  extremo equilíbrio. Representando muito bem o basquete de Nova Iguaçu o Bad Angels baseou seu jogo nas jogadas de Augusto Pablo, que como sempre conseguia desarmar a defesa adversária com seus cortes e extrema velocidade.

Já o Meriti Falcons apresentava um basquete mais solidário dividindo bem a bola e caprichando no passe, característica que favoreceu o aparecimento do Patrick, que Imediatamente assumiu um protagonismo na equipe de São João.

No segundo quarto este jogo solidário, que permitia não só ao Patrick, mas também ao Blob e outros atletas do Meriti Falcons selecionar arremessos equilibrados, se juntou ao fato de Marcelo Magal, peça primordial do Bad Angels, ficar esquecido no fundo do banco proporcionaram um baile, dos Falcons que virou o marcador, indo para o intervalo com o placar apontando Falcons 33 x 27 Bad Angels.

Na volta do intervalo, Wallace Pacífico, Augusto Pablo, Alvinho e Magal, subiram o nível de intensidade. O Time de Nova Iguaçu retornou a origem do seu jogo, abusando das jogadas de contato, e se aproveitando do melhor porte físico para produzir jogadas de cesta e falta em profusão, promovendo uma corrida avassaladora, que culminou numa virada no placar, permitindo que o Bad Angels pudesse chegar ao último quarto com uma pequena vantagem 50 x 47.

Na etapa final, coube ao Alvinho roubar a cena foram nada menos que 13 pontos de Alvinho, todos dentro dos três minutos finais do jogo, o que jogou por terra qualquer chance de reação da equipe do Meriti Falcons, garantindo o título para a tradicional equipe de Nova Iguaçu.

 

Destaques:

Magal (Bad Angels): 14pts, 10reb, 2ass, 1rou e 23ef;

Alvinho (Bad Angels): 20pts, 5reb, 2ass, 2rou e 13ef;

Augusto Pablo (Bad Angels): 14pts, 3reb, 5ass , 4rou e 10ef;

Patrick (Meriti Falcons): 18pts, 7reb, 6ass, 4rou e 26ef;

Blob (Meriti Falcons): 11pts, 19reb, 4ass, 5rou, 1toc e 23ef.

Página 1 de 8
Top