31 de outubro de 2020

AVBN de Niterói conquista o Master +35 de 2016, relembre

A Associação de Veteranos de Basquete de Niterói (AVBN) foi fundada em 1992 com o objetivo de reunir ex-atletas de basquete para representar a cidade nos campeonatos brasileiros Master. A primeira participação do time na Liga Super Basketball (LSB) foi em 2015, onde o elenco foi montado e se consagrou vice-campeão da categoria Master +35. No ano seguinte, o time conquistou o título do campeonato em uma virada inacreditável em um jogo de desempate.

O elenco de 2015 da Associação de Veteranos de Basquete de Niterói

Com o campeonato de 2016 empatado em 1×1 entre o AVBN e o Mackenzie, o Master +35 do ano foi decidido no dia 15 de dezembro de 2016 com um jogo de desempate em uma quadra neutra. Sobre o jogo que deu o título ao time, Capilé, como é conhecido o jogador André, contou ter sido uma partida atípica e difícil.

“Começamos jogando mal, marcando individual e estávamos bem lentos. O Mackenzie logo abriu mais de 10 pontos e a gente começou a discutir, nada dando certo. Comecei a ajustar o posicionamento do time na quadra com o Ralph, mudamos a marcação, começamos a jogar mais próximos a cesta e alguns arremessos nossos importantes começaram a cair.”, disse Capilé.

Na defesa, o técnico do time Ralph contou que a mudança da marcação de individual para zona 2-3 a partir do terceiro quarto fez com que o time conseguisse segurar o placar de 17 pontos de diferença. O adversário, por sua vez, não conseguia penetrar e teve muitos ataques perdidos por roubos de bola e também por estouros de tempo.

“Fizemos um jogo de reação, de muita defesa e de muita coletividade. Mudamos a marcação para zona bem aberta e fizemos muitas cestas de contra-ataques devido a essa defesa. Viramos o jogo no final e mantivemos vantagem até o fim.”, disse o técnico Ralph.

Com o placar aberto, o AVBN finalizou a partida se consagrando campeão do Master +35 de 2016. Sobre a vitória, Capilé contou ter sido gostosa e só ter sido possível devido ao coletivo.

“Foi uma vitória gostosa, que me fez ver ainda mais como o basquete e dinâmico e como você deve se encaixar jogo a jogo para contribuir com seu melhor, mesmo que seja reconhecendo que você está mal naquela partida e que o melhor para o time e você ficar fora de quadra, organizando as substituições e os pedidos de tempo. Foi assim que ganhamos: como um verdadeiro time.”, contou o jogador.

O técnico Ralph também contou que a vitória foi especial. Para ele a dificuldade deu um sabor mais especial ainda, ainda mais por ter sido o primeiro título do AVBN na  LSB.

“A sensação de ganhar é sempre boa, de ser campeão melhor ainda, principalmente por alguns aspectos. O primeiro foi termos batido na trave no ano anterior e termos ficado em 2° lugar. O segundo, foi o fato da competição como um todo ter sido muito acirrada e muito boa contra o Mackenzie, tanto que jogamos o jogo 3 (de desempate). O terceiro aspecto foi o  jogo em si que também foi difícil, começamos mal e tivemos que correr atrás do placar. Tudo isso deu um sabor especial ao título, que também foi o nosso primeiro na Liga. Com certeza a vitória motiva a gente a continuar e seguir no campeonato até hoje.”, revelou o técnico.

O time conquistando o título do campeonato Master +35 de 2016

Nos anos seguintes o time seguiu jogando junto, ficando em terceiro lugar no Master +35 em 2017. Em relação ao título, Ralph contou que é uma conquista do time que só foi possível pela parceria e amizade.

“Nós somos amigos, amigos que gostam de jogar juntos. A gente tem muito carinho e muita gratidão por todos os atletas que passaram pelo time e que contribuíram para as nossas conquistas. Nada disso seria possível sem a ajuda e a parceria de todos os atletas, então o título é da AVBN, do grupo de 2016.”,

Até hoje os jogadores veteranos mantém contato e muitos ainda jogam juntos. Sobre isso, Capilé contou que os amigos criaram um grupo que tem como lema a amizade acima do basquetebol.

“Temos um lema na AVBN, que passa há várias gerações, de que no Master não importa tanto a qualidade do basquete que você joga, mas sim a qualidade das relações de amizade que você faz. Hoje temos um grupo que chamamos de “Coluna Vertebral” e que procuramos compartilhar com nossas famílias. Sempre fazendo festas, churrascos e apostas saudáveis e é bacana ver como esse nosso movimento se expandiu para outras equipes que juntaram amigos de longa data também. O fortalecimento da LSB fez com que a rivalidade saudável voltasse e que o jogo se transformasse em algo divertido, isso é sensacional”, desabafou o jogador.